Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Ucraniana é eliminada na esgrima após se recusar a apertar mão de russa no Mundial de Milão

Desde o início da guerra em 2022, foi o primeiro embate na modalidade entre os dois países

Lance|

Lance
Lance Lance

Olga Kharlan, da Ucrânia e Anna Smirnova, da Rússia se enfrentaram na esgrima pelo Mundial de Milão nesta quinta-feira (27). Foi a primeira vez desde o início da guerra que os países se enfrentaram na modalidadade. No entanto, quando a ucraniana venceu o duelo, não saiu da competição para cumprimentar a adversária após o duelo e foi punida pelo torneio. A ucraniana venceu a russa por 15 a 7.

Após a atitude, Smirnova não aceitou a postura da rival e ficou sentada por 50 minutos no meio da pista esperando a adversária ser punida. A competição decidiu por daro cartão perto à Olga. A Federação Internacional de Esgrima (FIE), que é presidida pelo russo Alisher Usmanov, não se manifestou sobre o ocorrido.

Não foi a primeira vez que isso ocorreu no esporte. A tenista Elina Svitolina, de origem ucraniana já se manifestou diversas vezes sobre a ação de recusar a cumprimentar russos e bielorrussos em competições internacionais de tênis. Em relação a ação de sua compatriota na esgrima, ela apoiou o gesto e pediu respeito às organizaçõs internacionais do esporte.

- Nós não vamos apertar as mãos de atletas russos e bielorrussos. Esse é o nosso posicionamento. Peço que as organizações internacionais dos esportes e as federações respeitam a nossa decisão. Todo nosso amor e respeito vai para Olga Kharlan - publicou Elina em suas redes sociais.

Publicidade

O governo de Volodymyr Zelensky havia proibido os atletas de competirem contra russos, mas a ação foi revogada nesta quinta-feira (27).

Veja o momento abaixo

+ Cupom LANCEFUT com 10% OFF para os fanáticos por esporte em compras acima de R$299,90

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.