Torcedora-símbolo do Cruzeiro, Dona Salomé morre aos 86 anos em BH

Apaixonada pela Raposa, ela passou mal ainda no Mineirão após a confirmação do rebaixamento da equipe mineira à Série B do Brasieiro

Lance

Lance

Lance

Morreu na madrugada desta terça-feira, 10 de dezembro, a torcedora-símbolo do Cruzeiro e funcionária do clube, Maria Salomé da Silva, de 86 anos em Belo Horizonte. Dona Salomé, muito conhecida do torcedor mineiro passou mal no Mineirão, no último domingo,8, durante a partida contra o Palmeiras, confirmando a queda da Raposa para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Dona Salomé foi socorrida ainda no estádio e levada para um hospital na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Ela não se recuperou do mal súbito e veio a falecer por problemas cardíacos. A família ainda não confirmaram local e horário de velório.

A senhora alegre e cheia e energia ficou conhecida por seu amor incondicional ao Cruzeiro, sempre indo aos estádios e ginásios para prestigiar a Raposa, seja nos campos ou nas quadras, sendo conhecida por todas as torcidas do Estado.

A morte de Dona Salomé gerou comoção e foi o assunto mais comentado no Twitter, na manhã. desta terça-feira, incluindo com mensagens de apoio de torcedores de vários clubes.

Outras homenagens vieram do Cruzeiro, que postou nota oficial, do Mineirão em seu perfil no Twitter.


O perfil da Copa do Brasil no Twitter também rendeu homenagens à Dona Salomé.

Caso de agressão

No início do mês, houve uma notícia de que Dona Salomé teria sido agredida por torcedores do Atlético-MG em um jogo do Sada-Cruzeiro, equipe de vôlei do clube azul, junto com uma jovem de 15 anos, como fora registrado em um boletim de ocorrência.

Todavia, Dona Salomé desmentiu a agressão e disse que não passou de um mal entendido.


Veja a nota do Cruzeiro

O Cruzeiro Esporte Clube lamenta profundamente o falecimento de Maria Salomé da Silva, a nossa Dona Salomé. Mais do que uma torcedora ilustre, que apoiou o time ao longo de seus 86 anos, Salomé esteve no convívio diário de funcionários e associados no Clube Cruzeiro Barro Preto, onde era colaboradora desde 25 de fevereiro de 1993.

No último domingo, Dona Salomé sentiu-se mal no Mineirão, foi imediatamente socorrida e levada a um hospital, ficando internada desde então.

Torcedora icônica do Cruzeiro, Dona Salomé esteve presente na grande maioria dos jogos do Clube em Belo Horizonte e também acompanhava o Time Celeste em vários compromissos fora da capital mineira.

O Cruzeiro presta solidariedade aos familiares e aos mais de nove milhões de torcedores, que neste dia 10 de dezembro se tornam órfãos de uma das mais apaixonadas cruzeirenses.

As informações sobre o velório e o sepultamento de Dona Salomé serão divulgadas em breve.