Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Título masculino inédito, dobradinha feminina e Ramon Dino vice; confira os destaques do Arnold Classic Ohio 2024

Francielle Mattos e Diogo Montenegro foram os dois brasileiros que saíram campeões

Lance|

Lance
Lance Lance (Lance)

O Arnold Classic Ohio 2024 chegou ao fim e os brasileiros saíram como protagonistas em uma das maiores competições de fisiculturismo do mundo. Destaques positivos ficaram para a dobradinha do Brasil na categoria Wellness, com Francielle Mattos e Isa Pereira, e o domínio do pódio na Men´s Physique, com vitória de Diogo Montenegro. Um resultado surpreendente foi a derrota de Ramon Dino na Classic Physique.

Na categoria Wheelchair, o fisiculturista Josué Fabiano, mais conhecido como Gorila Albino, ficou na terceira posição, atás de Rajesh John e Gabriele Andruilli. Gorila já foi top 3 do Mr. Olympia na edição passada e vencedor do Arnold South America.

Pelas mulheres, o Brasil conseguiu dobradinha na categoria Wellness com Francielle Mattos campeã e Isa Pereira no top 2. As brasileiras não deram chance paras as concorrentes e dominaram a competição.

Na categoria Bikini, Angelica Teixeira, duas vezes Miss Olympia e duas vezes campeã do Arnold Ohio, ficou com o top 4 em um retorno triunfal após pausa na carreira para ser mãe. Amanda Marques, atleta de Fabrício Pacholok, um dos melhores treinadores do mundo também competiu e está começando sua caminhada no circuito profissional e tem um futuro muito promissor.

A surpresa da noite foi de Ramon Dino. O fenômeno, que era favorito a vencer a categoria Classic Physique, foi superado por Wesley Vissers. O holandês chegou na melhor forma da carreira, enquanto Dino claramente estava abaixo de suas versões anteriores.

A categoria Men´s Physique escreveu provavelmente a maior história do final de semana. Além do título histórico de Diogo Montenegro, o primeiro homem a vencer a divisão em um Arnold Classic Ohio. O Brasil ainda ficou com o top 2 e o top 3. Vinicius Mateus e Vitor Chaves completaram o pódio da categoria, que foi pintada de verde amarelo. Emmanuel Costa também competiu, mas não entrou no primeiro confronto.

A categoria mais esperada do evento, a Open Bodybuilding, também teve um feito histórico. Rafael Brandão terminou o show com um top 3 incrível. O brasileiro, que é um dos fisiculturistas mais estéticos do planeta, perdeu apenas para os gigantes Hadi Choopan e Samson Dauda. Marcello Horse também competiu, mas não conseguiu apresentar o condicionamento que normalmente leva para o palco. Por isso, o atleta não conseguiu uma boa colocação.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.