Lance Tite se despede da Seleção Brasileira e recebe o carinho dos jogadores

Tite se despede da Seleção Brasileira e recebe o carinho dos jogadores

Treinador faz discurso no vestiário após o Brasil ser eliminado da Copa do Mundo

Lance
Lance

Lance

Lance

A eliminação para a Croácia decretou o fim da "Era Tite" na Seleção Brasileira. O treinador oficializou a saída aos jogadores, funcionários e membros da comissão técnica, ainda no vestiário, enquanto todos ainda enxugavam as lágrimas pelo adeus à Copa do Mundo.

+ ANÁLISE: Seleção Brasileira não entendeu o jogo e fez tudo o que a Croácia quis

Na zona mista após a partida, os jogadores revelaram as palavras de Tite na despedida. O goleiro Alisson afirmou que a última conversa foi tomada pela emoção.

- Ele abriu o coração dele, como sempre abre. Um cara que somos muito gratos pela vida dele, por tudo o que ele fez aqui na Seleção. Deixou um legado. Todos vamos lembrar da era Tite dentro da Seleção. O futebol tem um lado cruel, que só aqueles que são coroados com uma Copa do Mundo - revelou Alisson, que completou.

- A gente conquistou uma Copa América, mas só aqueles coroados com uma Copa do Mundo serão lembrados como vencedores. Mas no nosso interior sabemos que essa equipe é vencedora, que o Tite é um vencedor por tudo que ele deixou de aprendizado para todos nós, para todos os jovens, para todos os jogadores - finalizou Alisson.

Os meio-campistas Lucas Paquetá e Fred destacaram o trabalho desenvolvido e lamentaram a eliminação.

- O Tite agradeceu pelo trabalho que a gente fez, porque nós fomos eliminados, mas fizemos um grande percurso até aqui. Só temos a agradecer por ele ter sido sempre honesto com a gente. É sentimento que a gente leva dele - afirmou Paquetá.

- Na roda no vestiário, cada um agradeceu pelo trabalho de todos, desde o professor até o roupeiro. Todos foram importantes nesta caminhada. Infelizmente, o trabalho não foi coroado com o título - revelou Fred.

Tite se despede da Seleção Brasileira após 81 jogos. Foram 60 vitórias, 15 empates, seis derrotas, 174 gols marcados, 30 sofridos e um título de Copa América, conquistado em 2019.

Últimas