Lance Tite evita adiantar escalação da Seleção contra o Chile: 'Vou estabelecer a melhor estratégia'

Tite evita adiantar escalação da Seleção contra o Chile: 'Vou estabelecer a melhor estratégia'

Técnico faz ajustes em busca de grande jogo. Tite também destaca destaca possibilidade de 'radar mais amplo' devido ao veto a jogadores que atuam na Inglaterra 

Lance
Lance

Lance

Lance

O mistério continuará a imperar na Seleção Brasileira para a sequência das Eliminatórias da Copa do Mundo. Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (1), antes do Brasil encarar o Chile, o técnico Tite evitou adiantar a equipe que iniciará a partida no Monumental de Santiago e falou que há pontos para ajustar.

+ Veja a sequência das Eliminatórias da Copa do Mundo!

- Eu não quero desconversar com você. Quero ser sincero, como sempre tem sido com vocês. Não vou dar a equipe que vai iniciar. Vou segurar escalação, estabelecer a estratégia para fazermos um grande jogo amanhã (quinta-feira, dia 2) - disse.

O treinador amenizou o fato da Seleção não contar com atletas vindos do futebol inglês. Aos seus olhos, na sequência de partidas de setembro haverá espaço para outros jogadores mostrarem serviço.

- Temos um grupo de 40, 50 atletas, que monitoramos constantemente. Porque são atletas de alto nível, com know how, que estão suficientemente habilitados para vir à Seleção e mostrar o seu melhor futebol. Estimulamos a competição leal, sim - garantiu.


Auxiliar de Tite, César Sampaio destacou a expectativa em torno dos atletas.

- Independentemente de batermos recordes de vitórias nas Eliminatórias ou não, quando convocamos sempre buscamos ter uma boa performance, que nos trazem próximos aos nossos objetivos. Os jogadores que aqui estão, temos um radar amplo, e eles fizeram por merecer essa oportunidade. Quanto mais alto esse nível, mais perto da Seleção render o seu melhor - declarou.

A ausência de Matheus Nunes, do Sporting, foi justificada por Tite. Segundo o comandante, houve uma conversa com o volante, que estava feliz de atuar na Seleção Brasileira.

- Antes da convocação, Juninho conversou com ele, eu estava ao lado, também conversei com ele, inclusive dei parabéns pelo aniversário dele. Ele tinha muito orgulho e de vir para a Seleção Brasileira. Depois conversamos mais uma vez, e ele disse que o fato da vacinação e o período de quarentena impedia dele ir e vir e para os seus jogos subsequentes - e, em seguida, assegurou:

- Os atletas da Inglaterra têm um aspecto institucional, tenho o maior respeito por eles. Também afirmo, depois de ter contato com eles, que todos prestaram vontade de estar aqui representando a Seleção. Eles queriam estar aqui. Alguns fatores mais aconteceram para eles não estarem aqui - complementou.

A delegação brasileira viaja nesta quarta-feira (1) para Santiago. Depois, o Brasil encara a Argentina na Neo Química Arena no domingo (5) e, no dia 9, enfrenta o Peru na Arena Pernambuco.

Últimas