Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Thiem lamenta queda para Monteiro e evita estresse por resultados

Austríaco caiu diante de Thiago Monteiro na estreia do Rio Open

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Lance

Dominic Thiem, 96º colocado, lamentou a derrota da noite desta segunda-feira para Thiago Monteiro, 83º, pela primeira rodada do Rio Open.

"Começo horrível, obviamente. Melhorei ao longo do jogo, segundo set foi melhor assim como o terceiro. Acho que teve uma pequena diferença nos primeiros dois games do terceiro quando tive break-points, deveria ter convertido. Não fui convicto o suficiente. Tie-break do terceiro ele jogou muito bem e tenho que lhe dar parabéns", disse o austríaco que aprofundou sua análise do jogo.

"Ele começou muito rápido e eu estava muito lento no início, mas depois no segundo e terceiro foram sets muito abertos. A única que coisa que precisava melhorar é que a maioria do tempo eu estava muito atrás da linha de base, hoje foi melhor do que Buenos Aires mas ainda quando eu dava o passo a frente cometia erros. Preciso achar o timing de novo pra ficar mais perto da base de novo. Estou melhorando e ficando mais próximo da fase. Quem fica mais próximo da base é quem ganha mais pontos".

Ele comentou sobre o processo de retorno da lesão no punho onde ficou parado quase um ano retornando em abril passado. Ele prega paciência.

Publicidade

"Nunca tinha ficado lesionado antes, não sabia quando demoraria para ficar bom. Mas está levando o tempo que for. Não estou me estrassando. A única coisa que estou tentando é melhorar do começo ao fim . Se tudo voltar, vai voltar, é simples assim".

"Se não voltar, não vai voltar. Tenho o sentimento que estava me definindo muito pelos resultados e isso não é saudável se eu de tempos em tempos me definir por resultados . Se eu voltar, voltarei se não, não voltarei. Tudo o que estou fazendo é dar o meu melhor em todos os jogos e treinos. Vivendo o momento. É tudo o que faço. Não tenho influência no que está por vir".

O tenista campeão do US Open de 2020 e com vices em Roland Garros vê uma evolução em seu nível: "Vejo uma evolução, as últimas semanas especialmente foram boas nos treinos até que tudo retorne . Há uma evolução claro. Estou trabalhando, gastando tempo na quadra".

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.