Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Thiago Wild joga muito e elimina Medvedev de Roland Garros

Brasileiro derrubou o número dois do mundo no Aberto da França

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Lance

Thiago Wild, número 172 do mundo, brilhou nesta terça-feira. Em plena quadra central Philippe Chatrier o brasileiro derrubou o número dois do mundo, o russo Daniil Medvedev, e se classificou em batalha de cinco sets para a segunda rodada de Roland Garros.

O paranaense derrotou simplesmente o tenista com mais títulos na temporada e que vinha do caneco do Masters 1000 de Roma, na Itália, por 3 sets a 2 com parciais de 7/6 (7/5) 6/7 (8/6) 2/6 6/3 6/4 após 4h15min.

Este é apenas o primeiro jogo na chave principal do torneio do brasileiro que havia disputado apenas um Grand Slam antes, no US Open de 2020, e perdido na estreia. Ele passou o quali e agora conquista sua primeira vitória em um torneio desse porte.

Medvedev, que lutava até para ser número 1 do mundo no torneio, amarga uma eliminação precoce.

Publicidade

O tenista de Marechal Candido Rondon (PR) e que treina na Argentina enfrenta na segunda rodada o argentino Guido Pella ou o francês Quentin Halys.

O jogo

Publicidade

A partida foi dramática e histórica para o brasileiro! Ele entrou um pouco nervoso, cometendo erros e sendo quebrado. Ficou 2 a 0 abaixo, mas logo se acalmou, controlou bem os golpes potentes e dominou os pontos. Virou a partida e teve chances de quebra em dois games seguidos do russo, mas não aproveitou. O duelo caminhou para o tie-break. No desempate wild ficou firme de cabeça, manteve a agressividade com precisão e fechou por 7/6 (7/5) após erro na devolução do adversário.

O segundo set seguiu parelho com os dois confirmando os saques com um pouco mais de erros nas devoluções. No tie-break Wild abriu vantagem de 6 a 4 e teve uma direita muito fácil para abrir 2 sets a 0. Mas ele mandou longe e a confiança foi embora. Foram mais dois erros bobos e Medvedev empatou o jogo com 7/6 (8/6).

Publicidade

No terceiro set a cabeça do brasileiro foi para o espaço. Ele começou sendo quebrado, recuperou para 2 a 2, mas tomou mais duas e viu a parcial ir embora por 6/2.

No quarto set o brasileiro começou confirmando e subiu o nível enquanto que Daniil deu duplas-faltas e perdeu o saque. Wild então fez 3 a 0, permitiu que o rival devolvesse a quebra, mas voltou a jogar pesado para quebrar. Abriu 5 a 2 e não titubeou, fechando por 6/3 com autoridade.

No quinto e decisivo set uma montanha-russa. Wild abriu quebra, permitiu o empate, tornou a quebrar, mas sofreu o empate novamente sem conseguir abrir vantagem. Os nervos ficaram à flor da pele na lotada quadra central empllgada com o encontro. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.