Lance Thiago Silva evita criticar Conmebol, mas projeta duelo entre Brasil e Chile com 'gramado ruim para os dois'

Thiago Silva evita criticar Conmebol, mas projeta duelo entre Brasil e Chile com 'gramado ruim para os dois'

Zagueiro diz que entidade fez 'esforço máximo' para organizar a Copa América em boas condições e vê Brasil preparado para duelo difícil: 'Eles sabem disputar este tipo de jogo'

Lance
Lance

Lance

Lance

As condições do gramado do estádio Nilton Santos voltaram a entrar em pauta às vésperas da Seleção Brasileira encarar o Chile, pelas quartas de final da Copa América. Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, o zagueiro Thiago Silva reconheceu que haverá desafios no duelo desta sexta (2), mas esquivou-se de fazer críticas mais diretas sobre a Conmebol.

- A Conmebol fez de tudo para que pudesse dar bons estádios, bons campos, mas ficou decidido, ficou meio que impossível disso acontecer. Não tenho duvidas que fizeram esforço máximo, mas as condições estão ai, todos sabem como estão os estados, campos, mas não temos mais nada para falar dessa situação. Estamos superpreparados - assegurou, destacando:

- Em relação ao campo, vai estar ruim para os dois lados - completou.

O defensor projetou um duelo acirrado na sexta-feira. Aos seus olhos, o mau retrospecto do Chile nas Eliminatórias (sétimo lugar) e a dificuldade para se classificar na Copa América (foi o quarto colocado do Grupo B) não fazem com que os comandados de Tite tornem o jogo menos desafiador.

- Acredito que é uma equipe de muita qualidade. Não foi à toa que conquistaram duas Copas Américas seguidas, sabem disputar este tipo de jogo independentemente do momento pelo qual estão passando. Todos querem vencer e não tenho dúvida de que será um confronto bem difícil - disse.

O experiente zagueiro minimizou o posto de favorito da Seleção Brasileira.

- O favoritismo dentro do futebol é comum, bem natural, mas deixamos essa parte para vocês da imprensa. Nosso lema é merecer o resultado - declarou.

Thiago Silva falou sobre o reencontro com os chilenos em solo brasileiro após a Copa do Mundo de 2014, na qual ficou marcado por se emocionar.

- Você não se programa para se emocionar. Acontece ao natural, fiquei muito marcado, negativamente, por esse episódio contra o Chile, infelizmente. Mas hoje estou tranquilo. Foi tristeza muito grande por um período, mas serviu de aprendizado, serviu para me preparar para os seguintes objetivos, jogos decisivos - declarou.

A Seleção Brasileira faz mais um treino nesta quarta-feira, às 15h30, na Granja Comary.

Últimas