Superjúri da quarta edição do Prêmio eSports Brasil já está definido

Público participa da votação em todas as categorias da maior premiação de esportes eletrônicos da América Latina

Lance

Lance

Lance

O ex-jogador de CS:GO e integrante da equipe MiBR, Raphael ‘Pava’ Pavanelli; o streamer Bernardo ‘BiDa’ Moura; e o eterno ‘capitão’ de League of Legends Murilo ‘Takeshi’ Alves são alguns dos 74 convocados para o Superjúri da quarta edição do Prêmio eSports Brasil. Em dezembro, profissionais da indústria dos eSports, jornalistas e especialistas nos cenários competitivos dos games escolhem os melhores do ano em 20 categorias.

Nas 15 categorias técnicas, o Superjúri indica os concorrentes e o público elege o seu preferido no site oficial do Prêmio eSports Brasil. Além do escolhido pela votação popular, os jurados indicam mais dois nomes e, então, decidem o campeão entre os três finalistas.

As categorias ‘Melhor Caster’, ‘Melhor Streamer’, ‘Melhor Jogo’ e ‘Melhor Organização’ continuam com votação do público na primeira fase, quando serão definidos os cinco finalistas. Entre eles, o Superjúri elege o campeão. A categoria ‘Craque da Galera’ permanece com votação 100% popular.

Este ano, serão realizados painéis de debates entre os jurados das categorias, para discutir temas específicos em cada game. As mesas redondas acontecem em setembro, nos perfis oficiais do Prêmio eSports Brasil.

A votação online começa em novembro, em data a ser confirmada, no site www.peb.gg. Em 2019 foram mais de 10 milhões de votos.