Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

STJD frustra Palmeiras e mantém Corinthians como campeão paulista

Por unanimidade, Pleno aponta que não há provas concretas de que houve interferência externa durante a decisão da competição regional

Lance

Lance|Do R7


Auditores alegaram que não há nada concreto, apenas indícios
Auditores alegaram que não há nada concreto, apenas indícios

O título paulista de 2018 segue nas mãos do Corinthians. Em sessão iniciada no fim da manhã desta quarta-feira, o Pleno do Superior Tribunal de Justiça (STJD) negou por unanimidade o pedido do Palmeiras para impugnar o resultado do final do Paulistão. Aos olhos dos auditores, não há prova cabal de interferência externa para que a arbitragem anulasse um pênalti de Ralf sobre Dudu.

Veja mais: Nervos à flor da pele: os jogadores mais indisciplinados do Brasileirão

O julgamento, que começou com atraso, iniciou com as palavras do vice-presidente do STJD, Otávio Noronha:

— Olha, eu não trago aqui nenhum fato novo, mas este caso realmente me sensibilizou. Podemos abrir um precedente muito perigoso caso seja impugnada esta decisão. Como não há prova cabal, voto pela manutenção do título. Creio que o VAR acabe com estas dúvidas.

Publicidade

José Perdiz de Jesus acompanhou o voto do auditor, afirmando:

— No TJD-SP, foi ouvido o árbitro, toda equipe de arbitragem, não houve prova contundente de interferência externa. Este precedente é preocupante.

Publicidade

Em seguida, foi a vez de Ronaldo Piacente se manifestar:

— Assisti atentamente aos vídeos. Analisando as provas do Palmeiras atentamente, o que vejo? Suposições! De que alguém desceu a escada, subiu a escada. Não há qualquer prova concreta.

Publicidade

Veja mais: Felipão vai ser julgado por expulsão no Dérbi e pode pegar até seis jogos

Mauro Marcelo de Lima e Silva foi incisivo ao dizer seu voto:

— Indícios também dão margem de alguma situação. Nuvens carregadas são indício de chuva, fumaça dá indício de fogo... Eu vi nesta imagem um indício' - e, após divulgar a imagem do árbitro com a sobrancelha franzida, completou:

— Tenho impressão e a suspeita de que houve interferência externa. Mas me falta o juízo da certeza, o que me faz pender para outro lado.

Após Arlete Mesquita e Antônio Vanderler também acompanharem o relator, o presidente do STJD, Paulo César Salomão Filho, encerrou a sessão:

— Pelo rumor e pelas consequências que esta situação podia trazer, mantenho a decisão. Não há uma prova contundente que justifique a impugnação do título pedida pelo Palmeiras.

E finalizou com um apelo:

— Espero que o VAR seja implementado com urgência aqui no futebol brasileiro. Assim como em outros casos de suspeita de interferência externa, como Fla-Flu, vamos negar o pedido de impugnação pedido pelo Palmeiras

Curta a página R7 Esportes no Facebook

Confira quem são os artilheiros da Libertadores da América 2018

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.