Lance STJD absolve Sampaoli por presença no jogo do Galo contra o Flamengo

STJD absolve Sampaoli por presença no jogo do Galo contra o Flamengo

O treinador teve votação unânime e confirmou o resultado do primeiro julgamento, quando também se livrou da acusação

Lance
Lance

Lance

Lance

O técnico do Atlético-MG, Jorge Sampaoli conseguiu se livrar de uma punição. Ele foi julgado pelo Pleno do Superior Tribunal de Justiça, após uma denúncia da Procuradoria do tribunal, que moveu um recurso contra o treinador pela presença no camarote do Mineirão durante a goleada contra o Flamengo, na 20ª rodada, no dia 8 de novembro.

O treinador foi denunciado por estar no estádio mesmo estando suspenso naquela ocasião. Os procuradores alegam que ele se beneficiou da sua posição no camarote e se comunicou com o analista de desempenho Diogo Alves para passar instruções.

No primeiro julgamento, o STJD inocentou Sampaoli. Mas, com o recurso da procuradoria, a ação foi para o Pleno do Tribunal. E o comandante do Galo foi absolvido. Neste caso, a decisão é final, sem recurso. O julgamento foi nesta quinta-feira, 14 de janeiro, no Rio de Janeiro.


CONFIRA A TABELA ATUALIZADA DA SÉRIE A

A argumentação do advogado do Atlético, Lucas Ottoni, usou exemplos de outros treinadores que estiveram presentes em estádios mesmo suspensos, casos de Lisca no América-MG, Felipe Conceição no Guarani e Mano Menezes no Bahia.

O advogado do alvinegro afirmou que Jorge Sampaoli teve autorização expressa do diretor de competições da CBF, Manoel Flores, para estar presente no Mineirão, ainda que suspenso, como membro do staff.

- Fico com receio de se apontar para casos específicos com maior repercussão e usar critérios diferentes para o julgamento- disse Ottoni.

-O técnico Jorge Sampaoli esteve presente (no Mineirão) com a anuência da CBF-, disse Maurício Fonseca, auditor do Pleno, que votou pelo não acolhimento do recurso da Procuradoria.

A votação foi unânime a favor de Jorge Sampaoli e do Galo. Agora a preocupação do técnico e do Atlético é evitar outro cartão amarelo do argentino nos próximos jogos.

O treinador está pendurado com o segundo cartão amarelo, após ser advertido mais uma vez no empate do Galo com o Red Bull Bragantino, na noite de segunda-feira, 11 de janeiro. O comandante alvinegro já acumula 11 advertências na temporada, mesmo número dos tempos de Santos.

Últimas