Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Situação de Eduardo Coudet deve ser definida no Atlético-MG até esta terça-feira (11/4)

Treinador argentino não participou da festa de comemoração do título estadual e situação parece insustentável no clube

Lance|

Lance
Lance Lance

Apesar do título do Campeonato Mineiro conquistado diante do América-MG nesse domingo (9/4), a situação do treinador argentino continua bastante delicada no Atlético-MG. A diretoria ficou bastante incomodada com as críticas proferidas por Coudet na estreia da Libertadores e deseja encerrar o vínculo que vai até o fim do ano que vem.

A decisão sobre a saída ou não de Eduardo Coudet deve ser tomada em breve. O Atlético-MG estreia na Copa do Brasil nesta quarta-feira (12/4) contra o Brasil de Pelotas, em Belo Horizonte. Três dias depois, o Galo encara o Vasco da Gama, também na capital mineira, pelo Campeonato Brasileiro da Série A.

A multa de rescisão seria um empecilho, já ela prevê indenização de, aproximadamente, R$ 25 milhões – conforme informações do Portal GE. O site também destaca que a diretoria atleticana vai ter uma nova reunião com Eduardo Coudet para definir de vez a situação dele no clube.

Nos bastidores, especula-se que a diretoria atleticana tenta uma rescisão amigável com o vínculo em função do clima insustentável após a coletiva explosiva de Eduardo Coudet na última quinta-feira (6/4). No dia seguinte, o treinador e a diretoria atleticana se reuniam e colocaram panos quentes na relação - muito em função da proximidade com a final do estadual.

Publicidade

Além da vontade do clube, as ações de Eduardo Coudet não respaldam para uma continuidade no trabalho. Após a vitória por 2 a 0 sobre o América-MG, nesse domingo (9/4), o argentino não concedeu entrevista coletiva. O tradicional banho com banho de gelo também não foi realizado. A Rádio Itatiaia também informa que o comandante atleticano não compareceu à festa de comemoração do título estadual.

A Valinor Conteúdo entrou em contato com a assessoria de imprensa do Atlético-MG que confirmou a ausência de Eduardo Coudet na festa realizada na noite desse domingo (9/4) em uma churrascaria de Belo Horizonte. Participaram do evento jogadores, funcionários e diretoria do clube.

Publicidade

Dorival Júnior seria opção em caso de saída de Eduardo Coudet

O nome de Dorival Júnior, sem clube desde o ano passado - quando saiu do Flamengo, apareceu como opção para substituir o argentino. A jornalista Dimara Oliveira, da "Rádio Super FM", conseguiu contatar o treinador, que já esteve no Galo. Dorival afirmou que ainda não foi procurado, mas “se estiver tudo ok, poderá falar com o time mineiro”.

Dorival Júnior esteve no Atlético-MG entre 2010 e 2011. Ele comandou o time em 50 jogos, conseguindo 25 vitórias, 10 empates e 15 derrotas no período. Dorival substituiu Vanderlei Luxemburgo e livrou o Atlético do rebaixamento no Brasileiro de 2010.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.