Lance Sétima edição do Tour de France no Brasil será disputada neste domingo

Sétima edição do Tour de France no Brasil será disputada neste domingo

O L'Étape Brasil simula para os fãs uma experiência de pedalar a prova do Tour de France

Lance
Lance

Lance

Lance

A maior prova de ciclismo do mundo será realizada no país pela sétima vez neste domingo, em Campos do Jordão (SP). O L'Étape Brasil by Tour de France reúne ciclistas amadores, ex-atletas e personalidades para os percursos de 104 km (completa) e 60 km pelas estradas do Vale do Paraíba.

Por meio de uma parceria inédita entre iniciativa privada e a A.S.O. – Amaury Sports Organisation, a prova chegou ao Brasil em 2015 um dos mais respeitados eventos esportivos do mundo. O L'Étape Brasil simula para os fãs da modalidade uma experiência de pedalar uma prova do Tour de France. Após três edições iniciais nos anos de 2015, 2016 e 2017 na cidade paulista de Cunha, o L'Étape Brasil seguiu para Campos do Jordão, onde realizará o evento pela quarta vez.

O percurso será 100% fechado para o trânsito de veículos durante o L'Étape Brasil. Os atletas ainda vão contar com motos de apoio, ambulâncias, helicóptero e oficiais de pistas, além de pontos de hidratação, alimentação, apoio mecânico fixo e veículos para suporte espalhados pelo percurso.

Os maiores desafios permanecem nas três subidas desafiadoras, com 2.330 metros de altitude acumulada para proporcionar uma experiência genuína do tradicional Tour de France aos participantes. A versão menor terá altitude máxima 1.332.

- O L'Étape Brasil é uma prova de alto nível técnico e conhecida por todos os ciclistas do País e do mundo. Todo mundo que pedala sonha em participar do Tour de France. Nós a cada ano melhoramos a experiência dos ciclistas, desde a processo de inscrição, passando pela retirada do kit e no percurso. Sem sombra de dúvidas, o L'Étape é uma das maiores provas realizadas na América Latina incluindo todas as modalidades - disse Bruno Prada, organizador.

O atleta amador Otávio Bulgarelli é o atual tricampeão. No ano passado, o ciclista fez o percurso com o tempo de 3h04min35. A segunda colocação ficou para Felipe Fossati (3h05min02) e o terceiro para Guilherme Couto (3h06min50).

Com apenas 20 anos, a carioca Tota Magalhães promete defender o título em 2021. A jovem ciclista venceu pela primeira vez no L'Étape Brasil com a marca de 3h28min06. No feminino, a prata ficou com Bia Neres (3h29min30) e o bronze com Mariana Brugger (3h33min17).

A versão de 66 quilômetros teve como vencedora Carolina Weber (2h07min14), seguida por Camila Angulo (2h07min45) e Flavia Lorenzetti (2h10min41s). No masculino, Daniel Ferreira ganhou os 66 quilômetros com 1h52min09s375. A sequência teve Flávio Roberto Ferreira (1h52min09s542) e Walter Miguel Ribeiro (1h53min07s188).

- A prova deve ter um ritmo bom em Campos do Jordão (SP). Os melhores atletas devem completar o percurso numa média de 3 horas. Apesar de ter montanhas, o L'Étape tem uma dinâmica muito rápida. Os ciclistas podem pedalar com mais fluidez pelo percurso, usando tangentes de curvas e aproveitando melhor o traçado para manter uma velocidade alta. Está previsto chuva no final do dia, mas sem chuva e um clima mais ameno no período da manhã - disse Fernando Cheles, diretor de prova.

O briefing técnico foi realizado de maneira online na noite desta quinta-feira (23) com a apresentação do medalhista olímpico e organizador, Bruno Prada.

- Vou para a minha quarta edição e a expectativa é de fazer um bom tempo, melhorando a minha marca do ano passado. Encarar as subidas é muito difícil, principalmente para um cara alto e pesado como eu. Mas fiz uma planilha boa para fazer uma boa prova.

- Independente da performance, o mais importante é estar lá e encontrar as pessoas. A sensação da chegada é indescritível. É uma experiência incrível e a prova é muito bem organizada - contou o campeão olímpico Nalbert.

Últimas