Serena solidária com Osaka

Americana quer abraçar japonesa

Lance
Lance

Lance

Lance

Serena Williams, número oito do mundo, foi solidária com Naomi Osaka, atual número dois do mundo, nesta segunda-feira após a japonesa anunciar sua saída do torneio de Roland Garros.

Osaka foi ameaçada de ser excluída do torneio por não querer falar com a imprensa. Ela alegou problemas mentais e até depressão e anunciou sua desistência.

Serena deu sua opinião após derrotar a romena Irina Begu por 7/6 (8/6) 6/2: "“Honestamente, acabei de ouvir a notícia um pouco antes de ir para a coletiva de imprensa, então o assunto é novo para mim. Creio que muito se publicou sobre este assunto, embora creia que ainda se deva dar um passo em frente neste assunto, devemos fazer um esforço. Ela também precisará falar com as pessoas. É imperativo manter sua cabeça em ordem, seja você uma jogadora WTA ou qualquer outra pessoa com quem você lida semanalmente. Eu também estava nessa posição, mas falei para as pessoas desabafarem. É importante estar atento e dar esse passo", disse Serena.

“A única coisa que penso é que sinto tanta pena de Naomi, adoraria dar-lhe um abraço porque sei como é. Como já disse, também estava nessa posição. Temos personalidades diferentes, cada pessoa é diferente, não existe um igual ao outro. Por exemplo, eu sou grossa e outras pessoas são mais leves. Somos todos diferentes e cada um de nós lida com as situações de uma maneira. Deixe que ela lide com isso como quiser, da maneira que ela achar melhor, é tudo o que posso dizer. No momento, acho que ele está fazendo o melhor que pode".

Sobre a estreia, Serena comentou e falou sobre a ausência do público em Paris: "Até antes do jogo, eu não tinha certeza se não haveria público, acho que é porque há toque de recolher às 21h. Definitivamente, tocar neste momento torna tudo um pouco diferente. Em geral, as sessões noturnas não costumam ser minhas favoritas, mas sei que tenho um bom histórico quando jogo neste momento, embora esteja motivado para jogar em todas as circunstâncias. Foi muito bom ser a primeira a abrir esta sessão noturna aqui em Roland Garros, é algo que gostei muito ”.

Últimas