Lance Saída de Jorginho fará Vasco avançar por novo treinador; diretor técnico também deve chegar

Saída de Jorginho fará Vasco avançar por novo treinador; diretor técnico também deve chegar

Diretoria terá reunião com o técnico nesta quarta-feira e deve oficializar a saída do profissional

Lance
Lance

Lance

Lance

Nesta quarta-feira o Vasco dará um importante passo para o planejamento da temporada. Está marcada uma reunião entre a diretoria e o técnico Jorginho que deve oficializar a saída do treinador, e possibilitar a busca efetiva por um novo comandante. Só que essa contratação não deve ser a única aquisição para o departamento de futebol.

Além de um treinador, o Vasco também deve trazer um diretor técnico para trabalhar com Paulo Bracks. Esse profissional será o responsável em definir questões técnicas do jogo, como modelo e forma de jogar, fazendo a ponte com Johannes Spors, que é o diretor esportivo da 777 Football Group. A tendência é de que esse profissional seja estrangeiro.

O cargo é uma espécie de manager, muito comum na Inglaterra que é a grande inspiração da 777 Football Group, que é sediada em Londres e tem como CEO Don Dransfield, ex-chefe de estratégia do Grupo City. O braço esportivo conta ainda com Aidan Mullally, ex-Tottenham, que é o diretor comercial e Mladen Sornaz, ex-Leicester, que é o diretor de análise. Ambos os clubes são ingleses.

Já Paulo Bracks ficará a cargo da organização do departamento de futebol, sendo o responsável pelos processos administrativos e financeiros. Todos esses profissionais fazem parte do colegiado que tomará as decisões sobre os reforços que chegarão ao Vasco.

- A gente não tem a dependência de uma pessoa. Não é o Luiz que vai escolher, não é o Paulo. Temos um grupo de analistas que vão analisar que tipo de jogo a gente vai ter. Existe um diretor esportivo da 777 Football Group que é o Johannes (Spors), que já esteve aqui algumas vezes, que tem uma experiência internacional. Nesse exato momento ele tem o Sebastian, que é o chefe de scout. Vai ser uma decisão colegiada, com pessoas técnicas, que vão poder contribuir com a discussão - afirmou o CEO da SAF, Luiz Mello, que completou.

- Hoje se fala com o Johannes, com o Sebastian, se fala com o Paulo, se fala com o Mladen (Sormaz, diretor de análise da 777 Football Group), que é uma pessoa que a gente trouxe do Leicester para analisar atletas, que tem um acordo com a StatsBomb, que é uma outra ferramenta (de dados) utilizada, para que a gente chegue a um nome. Chegou a um nome, a gente tem uma discussão orçamentária, leva para o grupo, que é formado pelo Mladen, pelo Don (Dransfield, CEO da 777 Football Group). Eles analisam o tempo de contrato porque ele impacta no orçamento e isso tem que ser visto por todos. Essa é a análise que a gente vai fazer.

Apesar da quantidade de pessoas envolvidas no trâmite, Luiz Mello garantiu que o processo é feito de forma rápida e dinâmica.

- É um processo rápido. Uma das diferenças entre a SAF e o modelo associativo é que as pessoas são mais próximas, com decisões mais rápidas. Ontem (segunda-feira) às 22h estava falando com o Don, que está quatro horas na frente, eram 2h, e precisávamos resolver um negócio. A gente resolveu, a Gisele (Cabrera, diretora jurídica), às 8h já estava fazendo um contrato, às 10h já estava com o Lúcio Barbosa, diretor financeiro). Esse é o tipo de agilidade que a gente tem como SAF.

Com o fim da temporada, o elenco do Vasco está de férias e se reapresenta no dia 8 de dezembro.

Últimas