Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Sabalenka cita privilégio a Alcaraz e reclama de Cincinnati

Bielorrussa comentou tamvbém o erro que lhe custou a derrota em Roland Garros

Lance|

Lance
Lance Lance

A tenista bielorrussa Aryna Sabalenka, número dois do mundo, vai buscar a revanche, neste sábado, contra a tcheca Karolina Muchova, 17ª colocada, na semifinal do WTA 1000 de Cincinnati. nos EUA.

Sabalenka perdeu match-point e caiu em batalha de três horas na semi de Roland Garros no começo de junho. Ela contou um fator curioso que causou a derrota.

“Eu tinha certeza que tinha uma raquete extra na minha bolsa. Aí eu acho que eles mudaram a bola, então eu estava procurando uma raquete nova. Fiquei chocada e acho que provavelmente isso me afetou demais para continuar jogando porque não tinha uma raquete nova. Perguntei à minha equipe porque sei que tinham uma raquete extra na bolsa para mim, mas deram-me a errada. Eu estava lutando muito e acho que por isso estava fora do ritmo porque me culpava por não ser profissional. Mas lição aprendida, agora temos muitas raquetes e espero que não volte a acontecer. Pedi a eles outra raquete quando ela estava ganhando 6/5 e sacando em 30/0. Provavelmente, se eu tivesse mudado antes, teria tido uma chance", disse a bielorrussa que comentou sobre o duelo deste sábado na superfície dura.

“Realmente tivemos uma batalha em Roland Garros. Foi uma luta muito difícil, uma grande luta. Estou realmente ansiosa por esta partida e realmente espero poder trazer um tênis melhor do que o que trouxe para a quadra hoje. Espero que faça diferença, mas na verdade acho que essa superfície é muito boa para o estilo de jogo dele. Embora eu provavelmente tenha me sentido mais confiante em quadra dura contra ela. Conheço-a um pouco melhor e farei tudo o que puder, tudo o que estiver ao meu alcance para recuperar esta vitória."

A tenista reclamou da programação assim como outras vêm fazendo. Ela jogou na rodada noturna de ontem e neste sábado jogará na diurna. Ela citou o privilégio que Carlos Alcaraz teve: "A única coisa que me preocupava era o cronograma. Todo mundo reclamou da programação em Montreal e o mesmo acontece aqui. Fiquei muito desapontada, porque eles tomariam essa decisão para o Alcaraz jogar às 15h. Entendo que é o Alcaraz e todos querem vê-lo jogar. Acabei de jogar a partida não antes das 19h, para terminar às 21h. Eu tenho que jogar novamente às 13h amanhã (neste sábado). Eu estava planejando jogar pelo menos às 15h. É a única coisa que me preocupa."

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.