Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Rossi se emociona em apresentação pelo Vasco: 'De volta para casa'

Atacante assinou contrato até dezembro de 2023, com a possibilidade de renovação automática

Lance

Lance|Do R7


Lance
Rossi é o camisa 31 do Vasco (Foto: Daniel Ramalho/VASCO)

Enfim o atacante Rossi foi oficialmente apresentado pelo Vasco. Emocionado, o jogador já se colocou à disposição de Ramón Díaz para entrar em campo na próxima rodada do Brasileirão.

- Estou emocionado, feliz, motivado. Diferente, é um novo Vasco. Pessoas novas, mas velhos conhecidos também. Estou muito motivado e à disposição do professor, treinando forte e disponível para jogar segunda-feira.

+ Confira a apresentação de Rossi na íntegra

Rossi também contou que se arrependeu de ter saído do Vasco. E agradeceu por poder retornar ao clube.

Publicidade

- O jogador que veste a camisa do Vasco e joga em São Januário e não se identificar, ele tem que parar de jogar futebol. Me arrependo de ter saído, de verdade. Mas Deus foi bom comigo e me trouxe de volta para casa.

VEJA OUTRAS RESPOSTAS DE ROSSI:

Publicidade

- Na Série B, pelo Bahia e eu cheguei a ligar para o Fabiano. Não sei se o Bahia liberaria. O Edmundo é meu ídolo, uma referência para mim. Procuro ver os vídeos dele. Sempre será uma referência.

- Na verdade eu estava conversando com pessoas de fora, com alguns clubes daqui também e quando chegou a proposta do Vasco, parei as negociações com os outros. Foi de imediato e bem rápido.

Publicidade

- Diferentemente do que as pessoas pensam do futebol saudita, é um campeonato muito forte. Geralmente os sauditas que jogam são os melhores. Obviamente que o meu jogo foi em abril, não é a mesma coisa, mas estou bem fisicamente e à disposição. Se não for nesse jogo, estarei pronto, quase 100% para o jogo do Maracanã.

- Acredito que vou me entregar ao máximo. O Ramon tem passado muita confiança e isso que estava faltando, a confiança. Vencemos e o ambiente de vitória é de alegria. Fui pé-quente. Estão passando confiança e era isso que os jogadores estavam precisando.

- Faria tranquilamente a ala direita. A gente não tinha uma referência, como o Vegetti. Na minha primeira passagem jogava o Tiago Reis, o Marrony. Hoje vai ter uma grande ajuda ter um 9. Se precisar de mim no lado esquerdo posso fazer, mas acho que ajudo mais pelo lado direito.

- Gradativamente vou ganhando ritmo de jogo. No terceiro já estarei 100%. Tem jogadores cascudos, como o Medel, referência, tem o Vegetti. É confiança e um ambiente leve que faltavam ao clube.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.