Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Rony desencanta, Palmeiras bate o Cerro Porteño com brilho de Artur e encaminha vaga nas oitavas da Libertadores

Verdão bateu os paraguaios por 3 a 0, em Assunção, e contou também com dois gols de Artur para conquistar os três pontos

Lance

Lance|Do R7


Lance
Rony e Artur foram os grandes nomes do Palmeiras na vitória sobre o Cerro (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

O Palmeiras conquistou uma vitória tranquila sobre o Cerro Porteño-PAR, por 3 a 0, nesta quarta-feira, em Assunção-PAR. Com um a mais durante boa parte do jogo, a equipe alviverde construiu o placar com dois gols de Artur e um de Rony, que encerrou um jejum de 11 partidas sem balançar a rede. Os brasileiros seguem na vice-liderança do Grupo C da Libertadores, mas dependem de apenas um empate para se classificar.

+ Veja tabela e classificação da Libertadores-2023 clicando aqui

Expulsão facilita a vida palmeirense, que consegue abrir o placar

O jogo começou travado, sem grandes chances e com o Palmeiras com uma certa dificuldade para abrir os espaços. Até que, perto dos 15 minutos de partida, Baéz dividiu uma bola com Artur e levou amarelo. O VAR, porém, chamou o árbitro de campo para uma revisão, que resultou no cartão vermelho. Com um a mais, o Verdão se soltou, mas tomava muitas decisões erradas. Ficou a cargo de Zé Rafael roubar uma bola no meio, acionar Rony rapidamente. O camisa 10 avançou e tocou para Artur fazer um bonito gol e abrir o placar em Assunção.

Publicidade

+ Não perca nenhum lance do Verdão na Liberta. Assine o Star+ por apenas R$40,90 por mês e torça onde quiser!

Gols perdidos, decisões erradas e placar magro no intervalo

Publicidade

Depois de fazer 1 a 0, o Palmeiras não escolheu a melhor maneira de lidar com um time que está com um a menos. O Cerro conseguiu acertar uma marcação que dificultou a troca de passes curtos do Verdão, que por sua vez não conseguia abrir o jogo. Mesmo assim, criava suas chances. Gómez quase marcou, mas Jean fez grande defesa. Depois foi Veiga que chutou, Jean rebateu no pé de Rony que, com o gol aberto, chutou para fora de forma inacreditável. Assim como no começo do jogo, o time de Abel Ferreira empilhou tomadas de decisão erradas.

Verdão retorna desconcentrado, mas se acerta e amplia o placar

Se no primeiro tempo o Alviverde demonstrou uma certa displicência na condição do jogo, na volta do intervalo a situação piorou. Eram passes sem força, excesso de preciosismo, muito individualismo... No entanto, a equipe conseguiu se acertar e antes mesmo de Abel Ferreira fazer as substituições, Rony foi lançado por Dudu, tocou para trás e Artur, sem goleiro, completou para o gol. Não demorou muito e foi a vez de Luan dar um lançamento primoroso para Rony sair na cara do gol, driblar Jean e acabar com seu jejum de bolas na rede. 3 a 0.

Ríos é expulso, e Palmeiras perde a chance de aumentar saldo de gols

Com todas as substituições feitas, o Cerro Porteño entregue e o jogo caminhando para o fim, bastava ao Palmeiras colocar a bola no chão e buscar mais gols, já que o aumento do saldo de gols pode fazer diferença na classificação do grupo. No entanto, em um lance bobo, Richard Ríos sofreu falta, mas reagiu com um tapa no adversário. O árbitro viu o ato e expulsou o colombiano de forma direta. Com 10 contra 10, o Alviverde precisou conter suas ações e evitar o crescimento dos paraguaios. Assim, ficou o 3 a 0 no placar.

E agora?

Com a vitória, o Palmeiras vai a nove pontos no Grupo C da Copa Libertadores e segue na vice-liderança, uma vez que o surpreendente Bolívar-BOL tem os mesmos nove pontos, mas está em primeiro lugar por conta do saldo de gols (6 contra 4 do Verdão). Dessa forma, basta Alviverde conquistar um empate nas próximas duas rodadas para garantir a classificação nas oitavas de final. Já o Cerro Porteño precisa vencer suas últimas duas partidas e torcer para uma combinação de resultados para buscar uma vaga.

FICHA TÉCNICA

CERRO PORTEÑO 0 x 3 PALMEIRAS

Local: Estádio General Pablo Rojas, em Assunção (PAR)

Data-Hora: 24/5/2023 - 19h (de Brasília)

Árbitro: Andres Matonte (URU)

Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Martin Soppi (URU)

VAR: Andres Cunha (URU)

Público: não disponíveis

Cartões amarelos: Lucena e Piris da Motta (CER) Gustavo Gómez e Piquerez (PAL)

Cartões vermelhos: Baéz, aos 14'/1ºT (CER) Richard Ríos, aos 31'/2ºT (PAL)

Gols: Artur (24'/1ºT) (0-1), Artur (12'/2ºT) (0-2), Rony (22'/2ºT) (0-3)

CERRO PORTEÑO-PAR: Jean; Espínola, Piris da Motta, Patiño (Álvarez, no intervalo) e Báez; Viera (Fariña, aos 27'/2ºT), Lucena, Aquino (Bobadilla, aos 27'/2ºT), Galeano (Morales, aos 46'/2ºT) e Carrizo (Rivas, aos 16'/1ºT); Churín. Técnico: Facundo Sava.

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Gustavo Gómez, Luan e Piquerez; Zé Rafael (Jailson, aos 29'/2ºT), Gabriel Menino (Richard Ríos, aos 14'/2ºT) e Raphael Veiga (Jhon Jhon, aos 14'/2ºT); Artur, Dudu (Breno Lopes, aos 21'/2ºT) e Rony (Flaco López, aos 29'/2ºT). Técnico: Abel Ferreira.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.