Lance Roland Garros não quer imaginar em cancelamento após novo lockdown na França

Roland Garros não quer imaginar em cancelamento após novo lockdown na França

País entra em novo confinamento e torneio acontece em menos de dois meses

Lance
Lance

Lance

Lance

Emmanuel Macron, presidente da França, decretou um novo lockdown muito restrito mandando fechar escolas na semana que vem em Paris e nos arredores. Diretor da Federação Francesa de Tênis, Gilles Moretton não acredita em cancelamento.

Os casos na França com as novas variantesa dobraram nos últimos dias e atingiram cerca de 40 mil com hospitais entrando perto do colapso em Paris.

O Aberto da França está previsto para 23 de maio até 6 de junho: "No momento estamos no caminho, o torneio está programado. Se nos disserem que teremos um confinamento geral de dois meses, precisaremos tomar medidas - a pior seria o cancelamento, mas não ousamos imaginar isso", disse Moretton em entrevista ao France24.



Em 2020, o torneio foi adiado de maio para o final de setembro com público reduzido a 1 mil pessoas por dia: "Estamos estudando muitas opções para Roland Garros 2021. Existe a capacidade total ... ou quase total, porque não me atrevo a imaginar um nível de 100% de público. Mas isso pode começar de portões fechados para um nível que não será 100%. Todas as opções conosco estão prontas. Encontramos todos os jogadores regularmente e esperamos para ver como as coisas vão correr".

Moretton disse ainda que vai olhar experiências em torneios anteiores como Monte Carlo, Madri e Roma para usar no Slam francês.

Últimas