Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Rodrigo Caetano relaciona saída de Coudet do Atlético-MG à SAF

Dirigente ainda comentou sobre a escolha de Felipão como substituto

Lance

Lance|Do R7


Lance
Coudet deixou o Galo em junho (Foto: Pedro Souza/Atlético-MG)

Atlético-MG e Eduardo Coudet, atual técnico do Internacional, se reencontraram no dia 30 de setembro, na vitória do Galo por 2 a 0. Mas relação do clube mineiro com o argentino ainda dá o que falar. Em entrevista ao canal Duda Garbi, o diretor de futebol do Atlético, Rodrigo Caetano, revelou como a SAF teve relação com a saída do treinador.

O dirigente afirmou que a falta de investimentos gerou um atrito com Coudet, o que culminou na sua demissão. Rodrigo Caetano ainda comentou sobre o atraso no planejamento do clube em função da SAF.

+ Você quer trabalhar no seu clube do coração? Matricule-se no curso Gestor de Futebol e entenda como!

- Em determinado momento, o clube passa ainda por dificuldades financeiras, tanto é que a SAF que estava prevista para entrar no clube em meados de fevereiro desse ano, ela vai ser concretizada em 10 de novembro (...) Aí foi uma opção dele fazer um acordo com a gente para sair, porque os investimentos não tinham como acontecer mesmo - afirmou o diretor.

Publicidade

Coudet chegou ao Atlético-MG no fim de 2022 para comandar o time nesta temporada. Apesar de ter conquistado o Campeonato Mineiro e ter garantido o Galo na fase de grupos da Libertadores, o treinador não conseguia fazer a equipe render o esperado dentro de campo.

Após derrota para o Libertad-PAR, Coudet chegou a reclamar sobre diretoria e investimentos em entrevista coletiva. Rodrigo Caetano relembrou uma discussão em vestiário em empate pelo Brasileirão, com o treinador cogitando sua saída.

Publicidade

- Ali tínhamos a primeira parada para a data FIFA. Foi quando a nossa diretoria, que não sou apenas eu, manifestou como seria esse plano da SAF: 'Olha, não vai ser agora. (...) Nós seremos os donos, mas não vamos fazer os movimentos nesse momento porque não teremos a SAF estruturada'.

Depois da saída de Coudet, o Atlético-MG convenceu Felipão a aceitar o cargo de treinador. Na entrevista, Caetano ainda comentou preconceito sobre escolha.

- O Brasil combate muitas coisas. Combate o racismo, a homofobia, mas eu vejo pouca gente falar sobre etarismo, que a gente aplica o tempo todo, em todas as áreas. Então, o Felipão por ter uma certa idade, vi esses dias com o Vanderlei, aí se coloca um selo nesses cara que são ultrapassados. Por que? Por causa da idade? (...) Obviamente que ninguém chega a uma final de Libertadores no ano anterior como o Felipão chegou com o Athletico-PR sem estar atualizado, sem exercer uma liderança, sem ter bons treinos.

+ Veja tabela do Brasileirão e simule resultados

O Atlético-MG volta a campo na quinta-feira (19), contra o Palmeiras, às 19h, fora de casa. O time ocupa a 9ª posição do Brasileirão, com 40 pontos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.