Robertinho, ex-preparador de goleiros do Cruzeiro, cobra R$ 5 milhões do clube na Justiça

O profissional entrou com uma ação contra a Raposa para receber valores atrasados

Lance

Lance

Lance

O ex-preparador de goleiros do Cruzeiro, Robertinho, também acionou o clube mineiro na Justiça do Trabalho pedindo mais de R$ 5 milhões por salários e FGTS atrasados, férias, multa rescisória, bichos e premiações não pagos, A informação foi divulgada inicialmente pelo Globoesporte.com e confirmada pelo L!.

Robertinho trabalhou no Cruzeiro durante 10 anos e cuidava da preparação dos goleiros celestes, notadamente Fábio e Rafael, que sempre foram considerados jogadores de alto nível na posição graças ao trabalho do preparador. O motivo da sua demissão, segundo a diretoria, era o seu alto salário, perto de R$ 90 mensais, o que gerou contrariedade no profissional que rechaçou a fala da direção do clube.

-Essa notícia de que eu ganho esse salário exorbitante é mentira. Se eu ganhasse, aceitaria 70% de redução. Foi uma coisa plantada de alguém de dentro do Cruzeiro para tentar justificar uma atitude que teria no futuro, disse Robertinho em janeiro.


O valor total da ação movida pelo preparador de goleiros é de R$ 5.085.074,17, referentes a salários atrasados, direitos trabalhistas e prêmios pelas conquistas do Mineiro e da Copa do Brasil de 2019, pela classificação na Copa Libertadores de 2019, “bichos” referentes aos Brasileiros de 2018 e 2019, bônus por Fábio ter sido o melhor goleiro da Copa do Brasil de 2019, aviso prévio, multas da CLT, férias vencidas, multa compensatório por rescisão de contrato e indenização por dano moral, que se somados, podem aumentar o valor em mais de um milhão, chegando a R$6.577.810,00.