Lance River, em jogo histórico, vence com goleiro improvisado e sem reservas

River, em jogo histórico, vence com goleiro improvisado e sem reservas

Clube argentino derrotou o Santa Fe por 2 a 1, pela Libertadores, com o volante Enzo Pérez no gol

Lance
  • Lance | por Lance

Volante Enzo Perez teve boa atuação como goleiro

Volante Enzo Perez teve boa atuação como goleiro

Lance

O River Plate viveu uma noite histórica na última quarta-feira (19), pela Libertadores. Por conta de um surto de Covid-19 em seu elenco, que atingiu cerca de 20 jogadores, o clube argentino teve que jogar sem reservas e com o volante Enzo Pérez improvisado de goleiro. Pérez teve uma boa atuação.

Mesmo com todas as adversidades, venceu o Santa Fe por 2 a 1, no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, capital da Argentina. Os gols dos Milionários foram marcados por Angileri e Alvarez. Osorio descontou para os visitantes.

O resultado levou os Milionários à liderança do Grupo D, com nove pontos, um a mais do que o Fluminense. Com a derrota, o Santa Fe não tem mais chances de classificação para as oitavas de final.

Calendário

O River Plate entra em campo dentro de casa, pelo torneio continental, na próxima terça-feira, em duelo contra a equipe do Fluminense. Já o Santa Fe encara o compatriota Junior Barranquila, na terça-feira. Ambos os jogos são válidos pela última rodada do grupo.

Primeiro tempo

O jogo começou a todo vapor, principalmente pelo lado dos hermanos. Aos dois minutos, Anglieri pegou o rebote e mandou um grande chute para a rede dos colombianos abrindo o placar. Não deu nem tempo de respirar e já saiu mais um gol dos argentinos. Aos seis, em uma ligação direta, Álvarez acertou um belo chute para ampliar o placar.

Após os gols, o Santa Fe tentava encontrar algum lance de ataque para explorar o gol do volante Enzo Pérez. Porém, o esquema do River Plate impedia qualquer aproximação em sua defesa.

Segundo tempo

Na última etapa os pés dos jogadores do clube argentino começaram a pesar. Sem opções no banco - literalmente -, a equipe comandada por Gallardo precisou se superar. E conseguiu. Apesar de sofrer um gol aos 28 minutos do segundo tempo, do meia Osorio, o River conseguiu segurar a vitória até o apito final.

Últimas