Lance Rivais na Copa do Brasil, Corinthians e Flamengo protagonizam duelo nas redes sociais

Rivais na Copa do Brasil, Corinthians e Flamengo protagonizam duelo nas redes sociais

Rubro-Negro e Timão lideram o ranking no Brasil de inscritos nas principais plataformas digitais

Lance
Lance

Lance

Lance

Corinthians e Flamengo se enfrentam nesta quarta-feira (12), na Neo Química Arena, pelo jogo de ida da final da Copa do Brasil. Além da rivalidade dentro de campo, os dois clubes também duelam nas redes sociais e são donos do maior alcance e visibilidade nas principais plataformas digitais, como Facebook, Instagram, TikTok, Twitter e YouTube.

+ Relembre as principais campanhas de Flamengo e Corinthians na Copa do Brasil

Segundo a pesquisa mais recente do Ibope Repucom, o Rubro-Negro liderou o ranking de novas inscrições do último mês, com mais de 500 mil nas cinco principais mídias sociais. Já o Timão ficou em segundo no resultado de setembro, com cerca de 400 mil novos inscritos. Somando apenas Twitter, Instagram e Tik Tok, por exemplo, os dois juntos possuem quase 50 milhões de seguidores.

Ranking Geral (Pesquisa mais recente do Ibope - ranking de outubro/2022) - Twitter, Facebook, Instagram, Tik Tok e YouTube

1. Flamengo: 49.810.322
2. Corinthians: 30.913.295
3. São Paulo: 19.220.968
4. Palmeiras: 16.437.037
5. Vasco: 11.226.481
6. Santos: 10.613.884
7. Grêmio: 9.904.638
8. Atlético-MG: 9.728.237
9. Cruzeiro: 8.992.379
10. Internacional: 7.027.662

CORINTHIANS
Twitter: 7.4 mi
Instagram: 8,4 mi
Tik Tok: 2,4 mi
Facebook: 11 mi
Youtube: 1,76 mi

FLAMENGO
Twitter: 9,6 mi
Instagram: 15,1 mi
Tiktok: 5,4 mi
Facebook: 13,1 mi
Youtube: 6,56 mi

+ Timão ou Fla? Veja tabela com os jogos das finais da Copa do Brasil

Corinthians x Flamengo

Corinthians x Flamengo

Lance

Fla eliminou o Timão na Libertadores (Foto: Alex Silva / Lancepress!)

Para Renê Salviano, CEO da agência de marketing esportivo Heatmap, ter uma grande torcida é um bem a ser explorado pelo clube, sobretudo quando há abrangência em todo o país, mas é preciso encontrar maneiras de lucrar com base nela.

- A principal maneira é entender a conexão entre marcas e o planejamento feito clube para a proposta digital. O número de seguidores não funciona sozinho, pois requer o próprio engajamento da torcida, que surge pela criatividade, entendimento do momento e um bom estudo daquilo que se pretende conectar com os torcedores para gerar receita - afirmou o especialista.

Quem também defende essa linha de raciocínio é Armênio Neto, especialista em geração de receitas na indústria esportiva.

- O volume de torcedores e potenciais seguidores é o melhor ponto de partida possível, mas é preciso saber o que fazer com esse potencial. Dos conteúdos em si à geração de outras receitas, como venda de produtos. Os grandes clubes sabem disso e têm equipes competentes nesse sentido. A próxima fronteira é conseguir monetizar de verdade através destes canais - ponderou Armênio.

Na visão dos especialistas, há um entendimento maior por parte dos clubes sobre a importância de aproveitar melhor as redes sociais, sobretudo nos negócios. Além desse fator, os torcedores parecem interagir e participar cada vez mais nas plataformas oficiais dos times na Internet.

De acordo com os dados do Ibope Repucom, o volume de novos seguidores nas contas oficiais das equipes brasileiras disparou em 2022. O primeiro semestre do ano registrou cerca de 15,6 milhões de inscrições nas cinco principais mídias sociais.

- Corinthians e Flamengo, sem dúvidas, são os dois clubes com maior potencial do Brasil, de aprimorar os lucros das redes sociais se você for considerar o número de seguidores. Entretanto, é importante dizer, que não basta ter um número grande se você não consegue gerar engajamento. O que tenho percebido é que com o tempo, os clubes brasileiros estão cada vez mais atentos com relação à monetização através das redes sociais - explicou Fábio Wolff, especialista em marketing esportivo.

Bernardo Pontes, sócio da BP Sports, ressaltou a importância de fortalecer esse campo de atuação, uma vez que pode trazer benefícios como aproximação junto ao torcedor, crescimento nas redes e aumento das receitas.

- Através do conteúdo, os clubes têm inúmeras possibilidades para a geração de negócios. Mas, para que isso aconteça na prática, é extremamente importante estruturar uma equipe qualificada - disse Bernardo.

Últimas