Lance Remador Lucas Verthein recebe homenagem do Botafogo por feito histórico na Olimpíada de Tóquio

Remador Lucas Verthein recebe homenagem do Botafogo por feito histórico na Olimpíada de Tóquio

Remador recebe placa em reunião do Conselho Deliberativo: 'Vamos mostrar ao mundo que o Brasil é bom de remo também'

Lance
Lance

Lance

Lance

Único representante do remo brasileiro nos Jogos Olímpicos de Tóquio, há dois meses, Lucas Verthein conquistou no último fim de semana quatro medalhas de ouro no Campeonato Brasileiro de Remo e Para-Remo, totalizando, 43 títulos nacionais pelo Botafogo. Em reconhecimento ao seu grande feito esportivo, ele foi homenageado pelo clube na noite da última terça-feira.

Em reunião ordinária na sede de General Severiano, o atleta de 23 anos recebeu das mãos do presidente do Conselho Deliberativo, Mauro Sodré Maia, uma placa alusiva com os dizeres “Homenagem do Conselho Deliberativo do Botafogo de Futebol e Regatas ao Atleta Lucas Verthein por sua histórica participação nos Jogos Olímpicos de Tóquio.”

- Não poderíamos deixar de prestar essa homenagem ao Lucas, que foi uma representação histórica para todos nós. Levou o nome do Botafogo para o mundo. Sabemos o quanto é difícil para um atleta conseguir índices olímpicos. É muita dedicação e entrega para atingir esse nível. É uma vitória também pessoal, por abdicar de muitas coisas, entre elas o convívio com a família, e se entregar a uma causa e se superar. Muito nos honra ele estar aqui presente junto ao seu treinador Paulo Vinicius. O remo é esporte raiz do nosso clube, do seu nascimento, faz parte da nossa origem - declarou Mauro Sodré.

Diante dos principais nomes da diretoria do clube, dentre eles o presidente Durcesio Mello, Lucas sentiu-se honrado por receber tal homenagem e fez questão de pedir a palavra para agradecer. Num discurso forte e emocionado, mostrou a todos os alvinegros presentes a força que também tem fora do barco, com a certeza de que coisas ainda melhores estão por vir. E não esqueceu de enaltecer o trabalho realizado por aquele que o tornou o atleta e a pessoa que é.

- Gostaria de agradecer ao Conselho Deliberativo, ao Botafogo e também ao Paulinho, esse ser humano extraordinário que sempre me incentivou a ser o melhor dentro e fora da água. Sou um cara melhor por conta do trabalho que ele realiza ali dentro. Ser Botafogo é amar esse clube e sobrepor todas as adversidades. É um sonho representar e ostentar essa Estrela. E ainda virão muitas conquistas pela frente. Vamos mostrar ao mundo inteiro que o Brasil é bom de remo também.

Treinador Paulinho também é homenageado

O reconhecimento pela grande fase de Lucas Verthein passa diretamente pelo nome de Paulo Vinícius, responsável há anos pela formação dos atletas na Sacopã, a sede náutica do Botafogo, na Lagoa Rodrigo de Freitas. Hilário de Gouvea, vice-presidente de Remo do clube, foi outro a enaltecer a importância do trabalho realizado por Paulinho.

- O remo do Botafogo é uma família que não para de crescer, com cada vez mais alunos e novos remadores. Nesse fim de semana, foram 13 campeões brasileiros levantando a nossa bandeira, praticamente todos formados pelo Paulinho, o que é raríssimo nos outros clubes. E não é só a técnica, ele ensina tudo. Ele é o psicólogo, o amigo, o motivador... Tenho certeza de que o Lucas e todos os demais que convivem com ele concordam com tudo isso.

Visivelmente emocionado, Paulinho, que ingressou no clube bem novo, em 1995, ajudando no trabalho da mãe, diz viver um sonho diariamente e é muito grato ao Botafogo:

- Posso dizer que, desde que me entendo como gente, vivo um sonho num clube pelo qual sou extremamente apaixonado. Se aprende muito na sede da Sacopã. Pretendo fazer do Botafogo o maior clube de remo do mundo. É o que sei fazer e é um prazer formar jovens para defender esse clube e representá-lo dentro d’água. O Lucas já mostra o que o Botafogo é capaz de fazer, de acreditar no futuro, de investir na base - desabafou.

O próximo compromisso de Lucas pelo Botafogo é no dia 31 de outubro, em mais uma etapa do Estadual de Remo. No mesmo dia, ele já embarca para Turim, na Itália, onde representará o Brasil no Silver Skiff, uma prova tradicional de 11Km.

Últimas