Lance Realização dos Jogos de Tóquio divide empresas do país, aponta pesquisa

Realização dos Jogos de Tóquio divide empresas do país, aponta pesquisa

Cerca de 53% das ouvidas veem resistência nas datas atuais marcadas pelos organizadores

Lance
Lance

Lance

Lance

A realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, adiados para 2021, divide as empresas japonesas, de acordo com uma pesquisa online conduzida pela Tokyo Shoko Research, entre os dias 28 de julho a 11 de agosto, com 12.857 participantes.

O resultado foi que 27,8% defendem o cancelamento, enquanto 25,8% foram favoráveis a um segundo adiamento. Ou seja, cerca de 53% delas veem resistência nas datas atuais marcadas pelos organizadores, entre julho e agosto.

Quase metade defendeu que os Jogos ocorram conforme planejado, com 46,2% dizendo que esperam que o evento aconteça de alguma forma em 2021.

Os organizadores têm enfatizado que se os Jogos não puderem ocorrer em 2021, os Jogos serão cancelados. A justificativa para as opiniões das empresas não foi divulgada.

A Kyodo apontou uma queda nas expectativas do setor privado sobre os benefícios econômicos dos Jogos, já que as perspectivas são de redução no número de visitantes ao Japão.

A economia do país asiático encolheu pelo terceiro trimestre consecutivo nos três meses de abril a junho, com o declínio do produto interno bruto sendo de 7,8%.

Uma parte considerável da população japonesa também tem mostrado resistência. Uma pesquisa recente da Kyodo revelou que apenas 23,9% dos entrevistados disseram apoiar os Jogos, enquanto 36,4% sugeriram que deveria haver uma novo adiamento. Outros 33,7% optariam por um cancelamento.

Últimas