Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Ramon lamenta derrota da Seleção, fala da necessidade de 'competir' e revela lição: 'Saímos daqui aprendendo muito'

Técnico interino do Brasil exaltou a qualidade de Senegal e explicou em quais pontos seu time teve dificuldades no jogo

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Ramon Menezes olhou a derrota da Seleção pelo lado positivo (Foto: Joilson Marconne/CBF)

A Seleção Brasileira deixa a Europa com um derrota e uma vitória na Data Fifa, mas a imagem que fica é justamente o revés por 4 a 2 para Senegal, nesta terça-feira (20). Com uma atuação ruim que revelou vários problemas pelos quais o time passa neste momento, o Brasil sai de Portugal precisando de mudanças e planejamento para o futuro. Comandando interinamente esse período de transição, Ramon Menezes analisou o resultado com lamentação, deu a entender que faltou competitividade, mas garante que fica com o aprendizado do que aconteceu.

+ Veja tabela e classificação do Brasileirão-2023 clicando aqui

Em entrevista na zona mista do estádio José Alvalade, em Lisboa, o treinador enxergou uma seleção de Senegal que se entregou muito para recuperar a bola e evitar que a Seleção pudesse criar muita coisa, algo que talvez seu próprio time não tenha feito nesta tarde.

- No futebol a gente cobra muito isso, de competir, é muito importante você competir, esse grupo sabe disso, é competente e sabe que a gente precisa competir, porque o futebol brasileiro de talento a gente não precisa nem falar. E a gente sabia que era um jogo de competição, de primeira bola, de segunda bola, quando eles perdem a bola, eles vem "matar", dificultaram nossa transição ofensiva.

Publicidade

ATUAÇÕES: Apenas Vini Jr. se salva em atuação desorganizada e sem norte da Seleção Brasileira

Ramon lamentou muito o resultado diante do que foi trabalhado pelo grupo durante a última semana. Para ele, o Brasil começou bem o jogo, mas acabou vendo Senegal crescer e aproveitar melhor as oportunidades que criou no ataque. De acordo com o técnico interino, faltou mais efetividade para a Seleção no último terço do campo.

Publicidade

- Não era o resultado que nós esperávamos, trabalhamos muito durante a semana. Foi um jogo muito difícil, contra uma equipe que foi muito bem na Copa do Mundo, nós sabíamos de todas as dificuldades que iríamos enfrentar. No jogo em si nós começamos muito bem, com controle das ações, fazendo aquilo que trabalhamos durante a semana - disse o comandante antes de completar:

- A gente buscou uma organização sempre levando o adversário para trás. A gente circulou bastante essa bola, mas com pouca definição no último terço do campo. Nas chances que eles estiveram. eles conseguiram ser mais efetivos no último terço do campo. Foram pouquíssimas oportunidades, mas eles conseguiram fazer os gols.

Publicidade

+ Danilo mostra respaldo a Ramon após derrota e chama jogadores a assumirem a responsabilidade na Seleção: ‘Nossa hora de ajudar’

Por fim, Ramon exaltou a possibilidade de o Brasil deixar essa Data Fifa com um aprendizado, para criar casca e aperfeiçoar as ações com os erros cometidos de olho no que terá pela frente.

- O mais importante é coragem, hoje nós poderíamos ter saído daqui com um trabalho coroado, que era o nosso objetivo, mas nossa profissão é assim, ou você ganha, ou você aprende. Saímos daqui aprendendo muito, ganhando casca também, que isso é importante para esse grupo, que vai enfrentar vários desafios pela frente - finalizou.

Após os dois amistosos dessa Data Fifa, a Seleção Brasileira volta a se reunir apenas em setembro, quando inicia a disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026, e terá Bolívia (em casa) e Peru (fora) como primeiros adversários. Enquanto isso, a entidade aguarda Carlo Ancelotti terminar seu contrato com o Real Madrid-ESP para ter um técnico efetivo, quem sabe, no meio de 2024.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.