Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Ramón Díaz faz apelo para o Vasco voltar a receber torcida em São Januário: 'Nos deixem jogar na nossa casa'

Técnico também comenta estreia de Payet pelo Cruz-Maltino

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Lance

Após o empate com o Bahia em 1 a 1, o técnico do Vasco, Ramón Díaz, implorou para que as autoridades liberem São Januário. A Colina Histórica não recebe um jogo com torcida desde o dia 22 de junho.

- Nós queremos jogar em casa, queremos jogar no nosso campo. Todas as outras equipes jogam em seus campos, mas nós, não. Por quê? Também queremos jogar em casa, com nosso público. Hoje vocês viram todas as pessoas que vieram, muitas pessoas. Queremos jogar no nosso estádio. Que acabem com essa suspensão. Todo mundo pode jogar em seu campo, e nós, não. E temos torcida para encher três estádios, nos deixem jogar na nossa casa, por favor - desabafou Ramón Díaz.

+ Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

+ Renove o seu estoque de camisas do Gigante da Colina com o cupom LANCEFUT 10% OFF

Publicidade

Ramón Díaz saiu na bronca por entender que fatores externos estão prejudicando o Vasco. O técnico argentino bateu na mesa e cravou que o clube não será rebaixado.

- Mensagem para todo mundo e para a torcida do Vasco: o Vasco não vai cair, vamos lutar. Façam o que façam, o Vasco não vai cair. Vamos lutar até o fim, façam o que façam - afirmou o técnico. E completou elogiando a postura da torcida na Arena Fonte Nova e na Barreira do Vasco:

Publicidade

- Incrível o que faz a torcida do Vasco, incrível. Demonstra que é um grande clube, com uma grande torcida. Mas queremos jogar na nossa casa, no nosso estádio. Podemos lotar dois estádios com a nossa torcida. Façam o que façam, não vamos cair, não vamos cair - disse.

+ Torcida do Vasco faz festa na Barreira para incentivar equipe contra o Bahia

Publicidade

O Vasco volta a entrar em campo somente no dia 16 de setembro, quando enfrenta o Fluminense. O clássico será às 16h, mas não tem local definido.

VEJA MAIS RESPOSTAS DE RAMÓN DÍAZ:

PAYET

- Ele está com a gente há pouco tempo, ainda não está 100%, tem que seguir trabalhando. Temos duas semanas para que ele fique bem. Mas é um jogador importante, que tem muita presença, só que tem que ficar bem. Estou contente com ele e certamente vai melhorar no futuro. Acho que o mais importante é que ele tem que estar bem. Gostei da posição em que ele jogou, com os dois pontas. Tivemos mais presença. No segundo tempo pudemos jogar melhor, empatar, poderíamos ter ganhado.

ARBITRAGEM

- No lance do pênalti, tinha que ter sido cartão e expulsão, mas ele não foi punido. Para o Vasco, uma ação e vermelho, mostrou imediatamente. Tem coisas que têm que ser iguais para os dois lados. Os árbitros e o VAR já nos prejudicaram na partida contra o Palmeiras. E hoje também deveria ter sido cartão no lance do pênalti e expulsão, tampouco o expulsou. O futebol brasileiro é muito importante, todo o mundo vê isso. Então essas coisas precisam ser corrigidas, não pode ser sempre assim.

ATUAÇÃO DO VASCO

- O que posso dizer é que não jogamos bem no primeiro tempo, estivemos muito mal. Por isso eu já pensava no segundo tempo, que tínhamos que mudar. E a equipe mudou. Fomos mais intensos, eles nos superaram nisso no primeiro tempo. No segundo fomos melhores taticamente.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.