Lance Primeira vice mulher do Vasco, Sônia Andrade critica ausência feminina nas VPs da gestão de Jorge Salgado

Primeira vice mulher do Vasco, Sônia Andrade critica ausência feminina nas VPs da gestão de Jorge Salgado

Segunda vice-geral no mandato de Alexandre Campello, a registradora pública ressalta a evolução noutros aspectos e prega cotas num contexto até fora do clube

Lance
Lance

Lance

Lance

O recém-encerrado mandato de Alexandre Campello no Vasco, entre muitas críticas, deixou um legado: a primeira vice-presidente mulher da história do clube. Sônia Andrade ocupou o cargo de segunda vice-geral, a terceira na hierarquia. Porém, em contato com o LANCE!, lamenta que não haja diversidade de gênero no primeiro escalão da diretoria chefiada, agora, por Jorge Salgado.

- Entendo que a gestão Jorge Salgado irá dar continuidade e aprimorar as ações praticadas pela gestão passada: pagamento de dívidas, aprimoramento e modernização administrativa e patrimonial do clube, maior investimento no futebol, dentre outras. Infelizmente, após a posse de todos os poderes do clube, constatei a falta de uma mulher no cargo de gestão, apesar do crescente número de conselheiras dentro do Conselho Deliberativo - analisou.

Ao longo dos três anos em que esteve na diretoria do Vasco, Sônia deu declarações que estimulavam a participação de mulheres nos clubes do Brasil. E ela mantém a opinião.

- Precisamos brigar por cotas de mulheres na gestão do futebol brasileiro assim como ocorre em partidos políticos, onde 30% tem que ser destinados para as mulheres - afirmou, citando as candidaturas nas eleições proporcionais.

Últimas