Lance Presidente do Vasco diz que clube segue lutando pelo Maracanã: 'Flamengo não é dono'

Presidente do Vasco diz que clube segue lutando pelo Maracanã: 'Flamengo não é dono'

Diretoria cruz-maltina falou sobre o assunto em encontro com jornalistas em São Januário

Lance
Lance

Lance

Lance

Presidente do Vasco da Gama, Jorge Salgado falou sobre a questão do Maracanã nesta segunda-feira (15), em encontro com jornalistas em São Januário. O mandatário, - que entregará o cargo no dia 22 ao eleito Pedrinho - deixou claro que o clube seguirá lutando pela concessão do Marío Filho. Além do Cruz-Maltino, Flamengo e Fluminense (juntos) e a Arena 360 disputam a licitação pelo estádio, que está na fase de análise documental por parte do Estado do Rio de Janeiro.

➡️ Tudo sobre o Gigante agora no WhatsApp. Siga o nosso canal Lance! Vasco

Jorge Salgado afirmou que o Vasco precisa seguir na disputa pelo Maracanã por uma questão estratégica. Além disso, fez questão de afirmar que o rival Flamengo, atual administrador, não é dono do estádio, e que Pedrinho, presidente eleito do Cruz-Maltino, tem de seguir tocando a pauta em seu mandato.

- Vasco não pode abrir mão do Maracanã. O Maracanã é estratégico. É um equipamento público, Flamengo não é dono do Maracanã. Pedrinho precisa levar a questão do Maracanã para frente, é fundamental - declarou Jorge Salgado, presidente do Vasco.

Além de Salgado, quem também conversou com a imprensa foi o vice-presidente do Vasco, Carlos Osório. Ele destacou a insistência do clube pela realização de concorrência aberta pela administração do Maracanã, e afirmou que, se quisesse, o Cruz-Maltino teria disputado mais partidas no estádio sem problemas.

- Hoje, a licitação está em curso. A resistência e resiliência do Vasco obrigou o Estado a lançar a licitação, foram dez renovações automáticas sem ninguém reclamar. Vamos aguardar os próximos movimentos do Estado. Nós ganhamos oito vezes na Justiça. O Vasco só não jogou mais jogos no Maracanã, porque, por circunstâncias, não quis jogar - disse Carlos Osório.

Últimas