Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Presidente do Internacional, Alessandro Barcellos pondera sobre confusão após eliminação

Mandatário aproveitou também para mostrar confiança no trabalho de Mano Menezes

Lance|

Lance
Lance Lance

A postura inicial do presidente do Internacional, Alessandro Barcellos, foi em tom de ponderação sobre confusão ocorrida após a queda do Colorado para o Caxias, no Beira-Rio, pela semifinal do Campeonato Gaúcho.

Mesmo classificando inicialmente que repudiava os atos de violência e que o clube já estava em colaboração para identificar o torcedor que agrediu uma atleta do Caxias enquanto segurava uma criança de colo, ele citou 'provocações que não devem ser feitas' em relação aos atletas do adversário.

>Mano Menezes elogia atuação diante do Caxias, mas reconhece: 'Não começamos o ano bem'

- Precisamos agradecer ao torcedor que jogou junto, que se mobilizou e compareceu. Também precisamos pedir desculpas ao torcedor. Que assim como nós aqui, está indignado neste momento. Vimos também por parte do Caxias provocações que não poderiam ter acontecido. Não estou buscando justificar. Vamos tratar disso internamente - apontou Barcellos.

Publicidade

No que diz respeito ao trabalho do técnico Mano Menezes, o mandatário do Inter não demonstrou qualquer tipo de receio em forma de demonstrar suporte e, consequentemente, afastar qualquer possibilidade no momento de demissão. Além disso, o dirigente entende a cobrança existente por reforços, mas também colocou um contraponto:

- Quando terminamos em segundo no Brasileirão, ninguém achou o grupo pequeno ou ruim. Trouxemos Luiz Adriano e Baralhas que são acréscimos. Queremos trazer jogadores que somem ao que temos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.