Lance Presidente do Cruzeiro admite novos atrasos salariais, fala de viagem à Espanha e quer Luxa em 2022

Presidente do Cruzeiro admite novos atrasos salariais, fala de viagem à Espanha e quer Luxa em 2022

Sérgio Santos Rodrigues deu detalhes de situações da Raposa que mexeram com o clube esta semana e ainda está pensando no futuro com o treinador no comando

Lance
Lance

Lance

Lance

O Cruzeiro admitiu que está com novas pendências salariais com seus funcionários e jogadores. Quem falou sobre mais um capítulo da crise financeira do clube foi o presidente Sérgio Santos Rodrigues.

O dirigente também falou sobre o desejo de manter Vanderlei Luxemburgo no cargo para o ano de 2022, dando sequência ao trabalho do treinador.

- A situação dos salários é complicada, todo mundo sabe. Quando o Luxemburgo veio, a gente teve uma ajuda de um parceiro nosso, que todo mundo sabe. Não foi o suficiente para colocar tudo, 100% em dia, mas ajudou bastante. Ficou ainda algum atraso. Enfim, e continuamos com esse atraso. A gente trabalha, corre atrás, para colocar isso em dia, sempre deixando claro que é a prioridade do clube - comentou Sérgio á Rádio 98FM.

Sérgio justificou o momento monetário ruim da Raposa com as restrições impostas pela pandemia e o aumento das dívidas do clube, muitas delas em dólar, o que gera um acréscimo no valor total do montante a ser pago aos credores. Mas, o mandatário que hoje a situação é bem melhor que encontrou quando assumiu o Cruzeiro, em 2020.

O presidente cruzeirense quer, apesar do caixa em baixa, manter Luxemburgo no cargo para 2022, na tentativa de reerguer o time dentro de campo.

-O Luxemburgo está fazendo um ótimo trabalho no Cruzeiro. Um projeto de 2022, a gente vai sentar e, obviamente, a prioridade é conversar com ele, que está fazendo um bom trabalho no clube, que é bem quisto no clube, e entender a vontade dele, mas da nossa parte, certeza. A gente gosta muito do Vanderlei, independentemente do que acontecer, a gente vai tentar conversar para construir um projeto, juntos para o ano que vem-comentou.

Sobre a viagem para Espanha, onde faz um curso da FIFA, o que gerou protestos dos torcedores, Sérgio Santos Rodrigues justificou a ida para também poder -Eu faço um curso pela FIFA. Aliás, eu fui um dos poucos brasileiros selecionados no mundo inteiro para poder fazer esse curso, e desta vez nós tivemos o modo presencial em Madrid. É uma viagem que já está marcada há muito tempo. Espanta quando isso vira notícia, até de forma maldosa. Uma viagem de cunho particular, que aproveito para fazer compromissos institucionais também. A gente acaba conversando com muita gente, com empresários, para colocar o Cruzeiro em um cenário de volta à credibilidade que ele perdeu há muito tempo - finalizou.

Últimas