Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Presidente do Barcelona afirma considerar jogar El Clásico novamente após polêmicas de arbitragem; entenda

Equipe catalã reclamou de atuação do árbitro Soto Grado em partida vencida pelo Real Madrid por 3 a 2, por La Liga

Lance

Lance|Do R7

Em comunicado oficial através de suas redes, o presidente do Barcelona, Joan Laporta, teceu críticas à arbitragem do El Clásico, disputado no domingo (21) e vencido pelo Real Madrid por 3 a 2. O mandatário reclamou das decisões do árbitro Soto Grado, e disse que está considerando ações judiciais que podem levar até mesmo à repetição do jogo.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

➡️ Jornal espanhol faz ofensas a Vini Jr por provocação após clássico: ‘Sem educação’

Entre as jogadas que foram alvo das reclamações de Laporta, estão o pênalti sofrido por Lucas Vázquez e a não marcação da penalidade de Rüdiger em Fermín López. Entretanto, o lance que gerou maior alvoroço foi o desvio de Lamine Yamal, que, segundo o chefe catalão, teria atravessado por inteiro a linha do gol antes da defesa de Lunin, o que não foi visto por Soto e nem pelo VAR.

Publicidade

- Como clube, queremos ter a segurança do que foi feito, e informo que o Barça requer ao Comitê Técnico de Arbitragem e à Real Federação Espanhola de Futebol que nos facilitem todas as imagens e áudios que geraram a ação. Se uma vez analisada a documentação entendermos que foi um erro na avaliação da jogada, vamos fazer o que estiver ao nosso alcance sem descartar as ações judiciais cabíveis. Em caso de se confirmar que foi um gol legal, vamos mais além e pediremos a repetição da partida - disparou.

➡️ A boa do Lance! Betting: vamos dobrar seu primeiro depósito, até R$200! Basta abrir sua conta e tá na mão!

Publicidade

👀 Veja o principal lance que originou a reclamação dos catalães:

Além da polêmica, Joan também aproveitou a ocasião para questionar a validez da tecnologia do VAR. Em janeiro, o presidente catalão já havia dito que não concorda com a atual utilização do instrumento.

- Como sabem, nunca foi um grande defensor do VAR, porque perde a espontaneidade do futebol. Mas sou a favor de que, já que temos ele, seja utilizado para evitar erros que originam decisões injustas. Não quero apenas reconhecer a tristeza dos barcelonistas pela má gestão feita do VAR ontem, mas ratificar que é uma ferramenta que já está conosco há algum tempo, e segue provocando confusão e critérios contraditórios. Somos um campeonato exitoso e seguido por milhões de pessoas de todos os lugares, mas não por isso podemos ficar reféns de críticas quando o uso do VAR desvaloriza nossa competição - completou Laporta.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.