Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Premier League pode acabar com o uso do VAR na próxima temporada; entenda a situação

Votação entre clubes da elite inglesa deve decidir pela manutenção do árbitro de vídeo

Lance

Lance|Do R7

Árbitro de vídeo é utilizado na liga desde 2019. (Foto: AFP)

O árbitro de vídeo assistente, popularmente conhecido como VAR, pode deixar de ser uma ferramenta utilizada em jogos da Premier League a partir da próxima temporada. Em iniciativa liderada pelo Wolverhampton, os 20 clubes da elite inglesa irão decidir em uma assembleia geral, marcada para o dia 6 de junho, sobre abolir o uso do VAR nas partidas.

➡️ Confira os mercados do Lance! Betting para apostar e fazer a boa na final da Champions!

Para que o VAR deixe de atuar na Premier League, basta que 70% dos clubes votantes, no caso, 14 dos 20, se posicionem contra a continuidade da tecnologia, que atua na primeira divisão inglesa desde 2019.

Décimo terceiro colocado na atual edição da liga, o Wolverhamtpon tomou a iniciativa da votação. Segundo a BBC, o clube argumentou que o VAR 'corrompe o espírito do futebol'. Os Wolves argumentam que, após cinco temporadas de uso da ferramenta, chegou a hora de um debate estruturado e crítico sobre a utilização.

Publicidade

Já a Premier League, também à BBC, relatou que possui ciência das preocupações em relação à tecnologia, mas que confia absolutamente em seu uso. Em fevereiro deste ano, a Premier League admitiu que o uso do VAR está longe do ideal na liga, principalmente em relação à demora nas decisões dos árbitros e o uso variado de critérios.

Para os representantes do Wolverhampton, o VAR prejudica o futebol inglês em diversas frentes. Veja a lista de motivos apresentados pelo clube:

- Impacto nas comemorações dos gols e na paixão espontânea que torna o futebol especial
- Frustração e confusão dentro dos estádios devido às demoradas verificações do VAR e à má comunicação
- Ambiente mais hostil com protestos, vaias ao hino da Premier League e gritos contra o VAR
- Ultrapassagem do propósito original do VAR de corrigir erros claros e óbvios, agora analisando excessivamente as decisões subjetivas e comprometendo a fluidez e integridade do jogo
- Diminuição da responsabilização dos árbitros em campo, devido à rede de segurança do VAR, levando a um desgaste da figura de autoridade em campo
- Erros contínuos apesar do VAR, com os torcedores incapazes de aceitar erros humanos após múltiplas visualizações e replays, prejudicando a confiança nos padrões de arbitragem
- Interrupção do ritmo acelerado da Premier League com verificações demoradas do VAR e mais tempo adicional, fazendo com que as partidas sejam excessivamente longas
- Discurso constante sobre as decisões do VAR, muitas vezes ofuscando a partida em si e manchando a reputação da liga
- Desgaste da confiança e da reputação, com o VAR alimentando alegações de corrupção completamente absurdas

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.