Lance Postura, estilo de jogo, jejum de Cano e retorno de Castan: o que observar no Vasco contra a Ponte Preta

Postura, estilo de jogo, jejum de Cano e retorno de Castan: o que observar no Vasco contra a Ponte Preta

Argentino não balança a rede há sete partidas e busca desencantar diante da Macaca. Lisca teve a primeira semana livre para treinar a equipe e contará com a volta de Leandro Castan

Lance
Lance

Lance

Lance

O Vasco volta a campo neste domingo em busca da recuperação na Série B, já que o time não vence há três partidas. Com 28 pontos, a equipe necessita reencontrar o caminho das vitórias para emendar uma sequência positiva e entrar no G4. Apesar de alguns desfalques, Lisca contará com o retorno de Leandro Castan na zaga e na frente Cano segue como a esperança de gol do Cruz-Maltino.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro


A atual diferença para o G4 é de sete pontos, porém o Vasco tem um jogo a menos. Em caso de vitória, a diferença cai para quatro pontos para o Botafogo, que ocupa a quarta colocação. No entanto, o Náutico enfrenta o Vitória e pode ultrapassar o Glorioso. Com isso, o Vasco terminaria a rodada com cinco de diferença para a zona de acesso. Dito isto, o LANCE! listou cinco pontos importantes para ficar de olho no duelo deste domingo.

- Estilo de jogo: Algo que necessita ser modificado para que time avance e seja mais competitivo. Com um jogo mais posicional, o Vasco não tem obtido bons resultados e Lisca deixou claro que pode baixar um pouco mais as linhas e explorar o erro do adversário como ocorreu em sua estreia diante do Guarani. Um futebol, que não necessariamente precise ter mais posse de bola, porém pode ser mais intenso e vibrante na marcação.

- Postura em campo: Ao longo de toda Série B, o Vasco não demonstra poder de reação e se abate quando sai atrás no placar. Com o atual modelo de jogo, a posse de bola é improdutiva, com muitos passes laterais, e lentidão nas transições ofensivas. O time precisa ser mais intenso e vibrante em campo, sobretudo nesta reta final de Série B, para conquistar o acesso. Lisca observou que muitas das vezes essa competição apresenta jogos mais físicos e os jovens podem estar sentido a pressão.

- Jejum de Cano: Artilheiro do time na temporada com 14 gols, o argentino não balança a rede há sete partidas e caiu de rendimento. Maior esperança da torcida vascaína, o jogador tentará desencantar diante da Macaca e Lisca procura mudanças para explorar melhor o faro de gol e poder de finalização de seu atacante.

- Retorno de Leandro Castan: O experiente zagueiro está recuperado de um edema no músculo semimembranoso da coxa direita e estará à disposição de Lisca. Entre os defensores, o Vasco tem os melhores números com o camisa 5 em campo, o que mostra que ele dá mais segurança à defesa cruz-maltina. A tendência é que Miranda seja seu companheiro de zaga diante da Ponte Preta, neste domingo.

- Fragilidade defensiva/Bolas aéreas: Ao longo desta edição da Série B, o Vasco tem tido muitos problemas no setor, que tem ficado exposto. Lisca trabalhou durante a semana e resta saber se a defesa irá corresponder neste domingo. A Ponte é uma equipe que explora as jogadas aéreas, o maior calvário dos cariocas desde o início da temporada.

Últimas