Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Por que o Palmeiras fecha as portas para contratações de medalhões sem clube?

Política do Verdão na busca por reforços é conservadora e prioriza potencializar base

Lance

Lance|Do R7


Lance
O Palmeiras é o clube da Série A que menos contratou no ano (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

O Palmeiras segue com uma postura conservadora na busca por reforços em 2023. Sendo o time da Série A que menos contratou no ano, o Verdão fechou a última janela de transferências sem nenhuma contratação. Agora, o Alviverde pode negociar apenas com jogadores que estão sem clube, porém a expectativa para a chegada de novos atletas é baixa.

+ Crise? Palmeiras se blinda de críticas e recupera paz em momento importante da temporada

A ideia do Verdão claramente é não arriscar suas fichas em jogadores que não deem garantia de retorno tanto esportivo quanto financeiro, priorizando potencializar as Crias da Academia. Tendo em vista que possíveis investimentos, sejam altos ou baixos, não rendam frutos positivos ao clube, a filosofia é dar mais oportunidades aos jovens da base e estreitar os laços com os atletas do elenco atual.

+ Copo Stanley a partir de R$120,00. Bebida gelada nos 90' de jogo do Verdão!

Publicidade

O técnico Abel Ferreira, em entrevista coletiva após o empate com o Atlético-MG que garantiu o Palmeiras nas quartas de final da Libertadores, tentou explicar a estratégia do Alviverde, citando justamente a aposta na base palmeirense.

- Está muito clara a filosofia do clube, vocês que não entendem. Foram nove jogadores embora, entraram dois, e todos os outros buscamos na base. Acreditamos neles, temos que ter paciência e ajudá-los. Ninguém nos garante que investindo pouco ou muito, vai dar certo - disse Abel Ferreira.

Publicidade

O Palmeiras não aposta em medalhões por acreditar que vários jogadores do elenco já apresentam esse perfil, e todos estão construindo a sua história no clube. Mayke, Marcos Rocha, Luan, Gómez, Zé Rafael, Veiga, Dudu e Rony, por exemplo, são atletas mais experientes, com identificação com os processos internos e ultra vencedores com o Alviverde.

+ Abel Ferreira recebe homenagem do Palmeiras por marca de 200 jogos

Publicidade

O Verdão prefere fazer investimentos em jogadores mais jovens, já que eles podem crescer com a camisa do clube e dão mais garantia de retorno financeiro, já que as chances de revenda em um futuro próximo são altíssimas. Outra questão que esbarra em contratações mais badaladas é a folha salarial do elenco. O Palmeiras já possui uma das folhas mais altas do Brasil e recentemente fez uma grande valorização salarial para conseguir manter os seus principais atletas.

Abel Ferreira também preza muito pela boa convivência dentro do seu vestiário, e jogadores desse perfil são mais difíceis de serem geridos, principalmente para aceitarem a condição de reserva. Dessa forma, a postura conservadora do Palmeiras no mercado com as 'portas fechadas' para medalhões sem clube deve ser mantida, e as soluções serão buscadas dentro do próprio elenco e com o desenvolvimento da base.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.