Lance Ponte Preta derrota o Confiança e segue sonhando com o G-4 da Série B

Ponte Preta derrota o Confiança e segue sonhando com o G-4 da Série B

Resultado fora de casa faz equipe de Campinas diminuir a distância para o Juventude, hoje 4º colocado; Dragão estaciona na classificação

Lance
Lance

Lance

Lance

Medindo forças pelo Campeonato Brasileiro da Série B, Confiança e Ponte Preta entraram em campo na noite deste sábado (19), pela 30ª rodada, na Arena Batistão, em Aracaju.

Com o resultado de 2 a 1, a equipe visitante chegou aos 43 pontos mantendo-se na 9ª colocação, porém diminuindo a diferença para o Juventude, hoje abrindo o G-4, com 49 pontos. Já o Dragão, com o tropeço em casa, acabou permanecendo na 11ª posição com seus 39 pontos.

O jogo

Com ambos os times ainda sonhando com uma possível vaga no G-4, o confronto tinha tudo para ser bastante equilibrado. Entretanto, quem iniciou melhor foi o time do Confiança que, antes mesmo dos 10 minutos, Reis já assustou ao armar um chute, mas que logo foi travado por Apodi.

Na sequência, a Ponte conseguiu sair um pouco mais do seu campo de defesa. Apesar dos lances, a equipe de Campinas não oferecia perigo ao goleiro Rafael Santos até meados dos 25 minutos, mas que momento mais tarde, aos 29, finalmente conseguiu abrir a contagem com Moisés, que chegou a tirar o arqueiro rival da jogada, após passe de João Veras. 1 a 0 .

Atrás no marcador, o Dragão passou a pressionar os visitantes até os minutos finais. E deu certo. Aos 43 minutos, Matheus Mancini, aproveitando cruzamento de Iago, mandou de cabeça para deixar tudo igual. 1 a 1.

Já na segunda etapa, ambos os técnicos optaram por manter o mesmo esquema inicial. Não diferente como foi no primeiro tempo, o Confiança partiu mais para cima, porém as chances criadas acabaram não surtindo efeito.

Percebendo sua equipe não rendendo no duelo, Fábio Moreno então optou por algumas trocas, Entre elas as saídas de Apodi e Moisés, que deixaram o campo para as entradas de Léo Pereira e Guilherme Pato, respectivamente.

Pelo lado de Daniel Paulista, o comandante também não ficou por baixo e também resolveu recuar aos seus suplentes. Com a reta final do confronto se aproximando, quando tudo parecia caminhar-se para o empate, aos 38 minutos, Guilherme Pato, após pegar uma sobra de bola dentro da área, mandou para o fundo da redes. 2 a 1.

Até os acréscimos, poucos foram os lances de ambos os lados. Sendo assim, a Ponte apenas segurou o resultado até o apito final do árbitro.

Últimas