Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Pontas do Vasco: Pec inicia o ano em fase goleadora e Orellano busca mais espaço entre os titulares

Cruz-Maltino sabe que precisa de reforços no setor, mas também busca potencializar os jovens para chegar forte no Brasileirão, assim...

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Pontas do Vasco vivem momentos distintos neste início de temporada (Daniel RAMALHO/VASCO)

Na sexta reportagem sobre o elenco do Vasco, o LANCE! analisa as opções de Maurício Barbieri para as pontas, que são peças importantes no esquema proposto pelo treinador. Entre os que estão no elenco, Gabriel Pec foi quem teve o melhor início de ano com seis gols e ocupa a vice-artilharia do time. Contudo, os outros nomes da posição ainda não renderam o esperado pelo comandante.

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

No momento, o Cruz-Maltino conta com cinco jogadores para as pontas, mas sabe que ainda precisa reforçar o setor para a disputa do Campeonato Brasileiro. Com um início de temporada irregular, o Barbieri ainda busca potencializar os jovens oriundos da base, tem utilizado Alex Teixeira pela esquerda, construindo por dentro.

No entanto, Nenê não terá seu contrato renovado para a sequência da temporada e a expectativa é de que a despedida seja contra o Bahia, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Com isso, o camisa 7 pode ter mais oportunidades também como meio-campista na criação das jogadas, já que abrirá uma lacuna em outro setor.

Publicidade

+ Meias do Vasco: Nenê de saída enfraquece a posição; função tem dois possíveis substitutos

O clube carioca oficializou a chegada do atacante Rwan Seco, que tem porte físico para ser uma sombra para Pedro Raul na frente. Contudo, é um jogador jovem e pode atuar como segundo atacante pelo lado esquerdo para ajudar na construção de jogadas. Seria uma função que Alex Teixeira tem feito ao cortar para o meio, buscar as tabelas e deixar o corredor para Lucas Piton explorar.

Publicidade

INÍCIO DE ANO INSPIRADO

Desde o começo da temporada, Gabriel Pec deixou claro nas entrevistas que esse seria o seu ano. E o atleta foi um dos destaques da equipe na disputa do Carioca com velocidade e boa percepção para ocupar os espaços pela ponta. Vice-artilheiro do time com seis gols, um a menos que Pedro Raul, o atacante busca agora dar sequência às boas atuações também contra adversários ainda mais fortes, no Brasileirão.

Publicidade

+ Vasco anuncia saída do zagueiro Anderson Conceição

Em outros momentos da carreira, Pec também teve boas atuações no Estadual, mas não conseguiu apresentar um bom futebol no segundo semestre. Desde 2019, quando estreou pelo time principal, o jovem ainda não teve um ano inteiro de destaque ao sofrer com oscilações e momentos de irregularidade comuns da idade.

AINDA NÃO MOSTROU A QUE VEIO

Uma das principais contratações da 777 Partners neste primeiro ano da SAF vascaína foi Luca Orellano. Porém, o argentino teve problemas musculares e disputou apenas cinco partidas e esteve oitenta e oito minutos em campo. Barbieri utiliza esse período sem jogos para ajudar no entrosamento e adaptação do hermano, que chegou para ser uma peça de recurso técnico e precisa mostrar mais na principal competição do ano.

BUSCA PELA OPORTUNIDADE

Ano passado, ainda na disputa da Série B, Figueiredo se destacou com poder de finalização de longa distância e força física na recomposição. No entanto, em 2023, passou um período lesionado e não se encontrava em sua melhor forma física. Com esse longo período de treinamentos para a estreia contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte, é o momento ideal para atacante recuperar o futebol de outrora.

+ Zagueiros do Vasco: Léo se firma como titular, e Capasso precisa recuperar a confiança

Eguinaldo, por sua vez, chegou ao Vasco e mostrou qualidade no setor ofensivo. Podendo atuar tanto como centroavante quanto como ponta, o jovem tem sido pouco utilizado no ano (em apenas cinco jogos) e ainda busca seu espaço com o treinador. Na maioria das vezes em que esteve em campo foi o substituto direto de Pedro Raul e não um ponta para realizar triangulações e conexões com o lateral.

GRATA SURPRESA

Destaque nas divisões de base do clube, Erick Marcus começou alguns jogos como titular da equipe de Barbieri, mas tem oscilado por ser muito jovem. Apesar disso, agradou parte da torcida nos momentos em que esteve em campo e estufou a rede pela primeira vez na equipe profissional. O tento aconteceu na goleada sobre o Trem, do Amapá, na estreia pela Copa do Brasil.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.