Lance Pets podem ser boa companhia para caminhadas e práticas esportivas

Pets podem ser boa companhia para caminhadas e práticas esportivas

Dono e  animal ganham em saúde com as caminhadas

Lance
Lance

Lance

Lance

Não é segredo para ninguém que a caminhada é um ótimo exercício físico para a saúde. Afinal, tal atividade traz inúmeros benefícios para as funções respiratórias e cardiovasculares. E o melhor ainda é quando ela feita em boa “cãopanhia” e todo mundo sai ganhando. Entusiasta da prática de exercícios em conjunto com pets, Carolina Botelho conta como é possível unir tudo isso e ter belos momentos prazerosos ao lado de um belo companheiro.

Caminhar é um processo tão natural da vida que, em muitas vezes, passa despercebida a sua real importância para a saúde. Além da locomoção, andar fortifica o corpo como um todo, ajusta e regula o organismo, e deixa a mente em constante equilíbrio. Por isso, especialistas diversos sempre ressaltam o quanto esta prática esportiva faz a diferença para a saúde. Porém, por outro lado, cada vez mais o ser humano está sedentário. Sem tempo para se cuidar, passa dias sentado e não se exercita. Para quebrar esta rotina, a cuidadora de pets, Carolina Botelho, apresenta um companheiro valioso:

- Sim, se for possível leve contigo também para a caminhada o seu cachorro, e tenha a certeza de que será um momento prazeroso e benéfico para ambos.

Nunca é demais lembrar que a caminhada traz para o ser humano benefícios valiosos, como a redução da pressão arterial em repouso, controle da gordura, da glicemia e do peso corporal, além de promover o bem-estar psicológico e social. E os animais também saem beneficiados deste momento junto ao dono.

- Quando caminha com o dono, o cão tem a chance de realizar uma atividade que condiz com o que os instintos pedem ao animal. Em meio a tantas características do mundo moderno, ele perde o equilíbrio natural necessário para viver uma vida saudável. Por isso, as voltas na rua podem reduzir esses danos e ajudar a recuperar o equilíbrio - explica Carolina.

- A necessidade de caminhada no mundo canino varia. Raças mais fortes e cães hiperativos, por exemplo, precisam de longos passeios para gastar as energias extras e recuperar o equilibro. Para cachorros menores que apresentam comportamento passivo, uma caminhada de 15 a 30 minutos por dia pode ser suficiente para o animal - reforça.

Responsável por um perfil na web chamado “Os Paulistinhas”, onde publica as travessuras diárias de dois cachorrinhos, Carolina pede aos donos de pets que tomem o mesmo cuidado que eles ao saírem com seus companheiros de caminhada:

- Vale a recomendação para os donos e para os cachorros: hidratação sempre, cuidado com o sol, não force mais do que o limite seu corpo, e mantenha uma boa alimentação. Assim, tanto a sua saúde quanto a do seu animalzinho vai agradecer - finaliza.

Últimas