Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Pesquisa revela quase 20 mil insultos a atletas em redes sociais durante a Copa de 2022

A Fifa e a FIFPro revelaram números de comentários ofensivos, discriminatórios ou ameaçadores

Lance

Lance|Do R7


Lance
Foto da partida entre Inglaterra x França (EFE/EPA/Rungroj Yongrit)

Em relatório divulgado neste domingo (18), a Fifa, junto do Sindicato Internacional dos Jogadores Profissionais de Futebol (FIFPro), revelou que durante a Copa do Mundo de 2022 foram registrados mais de 20 mil postagens ofensivas a atletas nas redes sociais. O estudo indicou altos níveis de ofensas online. A partida entre Inglaterra e França, pelas quartas de final, foi o que registrou os maiores números. Segundo a pesquisa, 74% das ofensas que foram identificadas vieram da Europa (38%) e da América do Sul (36%).

- A discriminação é um crime. Nós estamos identificando os agressores e denunciando-os às autoridades para que sejam punidos por seus atos. Também esperamos que as plataformas das redes sociais aceitem sua responsabilidade e nos apoiem na luta contra todas as formas de discriminação. Nossa posição é clara: nós dizemos não à discriminação - disse Gianni Infantino, Presidente da Fifa.

+ Vitor Roque mais próximo do Barcelona, Inter Miami tem acerto com ex-companheiro de Messi… o Fim de Semana do Mercado!

A fonte de pesquisa utilizada pela Fifa foi a ferramenta de Serviço de Proteção das Redes Sociais (SMPS, na sigla em inglês). Esse serviço fez uma varredura em mais de 20 milhões de postagense comentários no Facebook, Instagram, TikTok, Twitter e YouTube ao longo da Copa.

Publicidade

- Os números e descobertas desse relatório não são nenhuma surpresa, mas eles ainda são imensamente preocupantes. Eles representam uma forte alerta para todos os envolvidos no nosso jogo, e devem levar ao estabelecimento de medidas preventivas e soluções para os jogadores que vêm progressivamente sofrendo esse tipo de ofensa - declarou o presidente da FIFPro, David Aganzo.

+ Veja a repercussão internacional da vitória da Seleção Brasileira e sua “goleada contra o racismo”

Ao total, foram identificadas por volta de 19.636 postagens e comentários ofensivos, discriminatórios ou ameaçadores, que depois foram denunciados às plataformas de rede social. Parcialmente, 286.895 comentários foram ocultados do público antes que o destinatário ou seus seguidores pudessem ver o conteúdo.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.