Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Perguntado sobre companheiro de seleção, joia da França dá resposta curiosa: 'Não sou técnico por isso'

Tchouaméni, titular da França e do Real Madrid aos 22 anos, atendeu os jornalista nesta terça-feira, véspera da partida contra a Tunísia, na rodada final do Grupo D do Mundial

Lance

Lance|Do R7


Lance
Tchouaméni, de 22 anos, faz grande início de Copa do Mundo pela França (Foto: Franck Fife/AFP)

Uma das ótimas notícias da França na Copa do Mundo, o jovem Tchouaméni foi o jogador que conversou com a imprensa nesta terça, na véspera da partida contra a Tunísia. Como os Bleus já estão classificados às oitavas de final, Didier Deschamps fará mudanças no time e, entre as possibilidades, está a entrada do volante Camavinga na lateral-esquerda.

Sobre a improvisação, Tchouaméni brincou e e valorizou a "visão" do técnico francês.

- Não que eu tenha visto as habilidades dele para jogar no lado esquerdo, mas é por isso que não sou treinador (risos). O professor enxergou qualidades que podemos nos ajudar e temos confiança nele. Sabemos que ele tem o lado mental, físico e técnico para jogar nessa posição nas oportunidades que surgirem - brincou o talentoso camisa 8 francês.

Aos 22 e 20 anos, respectivamente, Tchouaméni e Camavinga são dois dos promissores talentos franceses. Atualmente, as joias também são companheiras no Real Madrid. Se Tchouaméni já assumiu a responsabilidade de substituir Pogba no meio de campo dos Bleus, Camavinga busca seu espaço, e o jogo contra a Tunísia pode ser a grande chance.

Publicidade

Confira outras respostas de Tchouaméni, meia da seleção da França.

Papel de Mandanda na seleção francesa

Publicidade

"Mandanda é um veterano da seleção, tem muita experiência. Não hesita em nos aconselhar. É muito importante para o nosso grupo."

Avaliação da Tunísia

Publicidade

"É um time muito bom. Esperamos uma partida difícil, contra um adversário que fará de tudo para avançar. São jogadores técnicos, talentosos e intensos. Vimos contra a Dinamarca. Vão dar tudo e ainda terão o apoio dos torcedores que vieram em peso para o Qatar. Vai ser um grande ambiente.

Parceria com Rabiot

"O técnico dá instruções individuais. Com Adri, está indo muito bem, ainda não tínhamos a oportunidade de jogar muito pela seleção. Já tem uma sintonia e estamos ficando mais fortes. Temos a capacidade de fazer muitas coisas e a parceria está indo muito bem."

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.