Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Paulinho se despede do Corinthians: 'Dei o meu melhor com essa camisa'

Com a camisa do Timão, o atleta soma 219 partidas oficiais e 40 gols marcados

Lance

Lance|Do R7

Um dos maiores ídolos recentes da história do Corinthians, Paulinho se despede oficialmente do clube nesta quarta-feira (29), no CT Joaquim Grava. O jogador de 35 anos não chegou a um acordo com o clube para renovar seu contrato, que se encerra no fim do mês de junho, e está livre no mercado para assinar com uma nova equipe. Confira as principais respostas da despedida do jogador!

➡️ Siga o Lance! Corinthians no WhatsApp e acompanhe todas as notícias do Timão

Com a camisa do Timão, o atleta soma 219 partidas oficiais e 40 gols marcados. Ao todo, conquistou quatro títulos: Campeonato Brasileiro (2011), Copa Libertadores (2012), Mundial de Clubes (2012) e Campeonato Paulista (2013). Antes do início da coletiva, o jogador recebeu uma camisa comemorativa, com o número oito deitado, representando a forma do infinito.

- Foram algumas noites pensando que chegaria esse momento. É uma despedida de gratidão, é a palavra que levo desse clube. Quando eu falo sobre a cultura Corinthians, é porque ela existe. Me sinto privilegiado de ter feito parte de uma história tão linda. São ciclos, que chegam, se encerram para outros se iniciarem. Olhar para trás e ver que dei meu melhor com essa camisa, com amor e lealdade, sendo verdadeiro. Queria agradecer a todos pelo respeito e carinho-, contou o jogador, emocionado, que completou:

Publicidade

-Funcionários, também, algumas pessoas, como a Jô (assessora de imprensa), que sabe o que eu faço aqui dentro, os cozinheiros, faxineiros, Priscila, Mancha... Jogadores tem que entender quais e quem são as pessoas que fazem de tudo para performar dentro do campo. Quem arruma nossa cama, nosso almoço, nossa janta, os médicos, Dr Joaquim, Ana, fisioterapeutas, todos fizeram parte da minha história. Gratidão é a melhor palavra que posso usar dentro do clube. É isso. Difícil encontrar palavras. Obrigado por tudo, Corinthians! Aqui ficará um eterno torcedor-, explicou.

O jogador falou, também, deu seu legado com a camisa do Timão, vendo o ciclo atual como um encerramento natural de sua passagem pelo clube.

Publicidade

- Em 2013, quando sai, eu falei que voltaria. E voltei. Quando eu volto, tenho os altos e baixos, rendimento dentro de campo, existiram duas lesões que me complicaram. O respeito, carinho e amor que eu tenho pelo clube ficaram intactos. Não quis terminar com essas lesões. Mas hoje estou bem, recuperado, 100%. O ciclo se encerra, vejo de uma forma natural. Respeitei o meu momento. Hoje tem lideranças dentro do clube. Eu tive o privilégio de ser mais líder nos últimos cinco meses. Tentei mostrar para esse elenco o que um líder pode fazer. Deixei legado, tenho certeza. Para eles enxergarem o que é e como é o Corinthians: se doem, treinem, jogam porque tudo passa rápido. Esse clube pode te levar a lugares inimagináveis. Me levou para a Seleção, Copa do Mundo, Europa. Deixei meu legado: Paulinho é isso daí-, comentou.

Paulinho também falou do jogo de despedida, disputado contra o Racing na última terça-feira (28). De acordo com o meia, ele não tinha noção do que representa para a torcida do Corinthians.

Publicidade

- Achei que não iria me emocionar, mas é difícil. Não tinha dimensão do que eu fiz dentro desse clube, me questionei se merecia tudo isso. Dentro da instituição, a gente não tem o discernimento. Em casa, vi que deixei legado e história. Construí essa história dentro do campo, sendo profissional-.

Sobre o futuro, Paulinho desconversou:

-Não tenho destino e nem proposta oficial. Enxerguei que muitas especulações estão sendo feitas a meu respeito. A questão do sétimo jogo, é que eu conversei para ter a chance de jogar em outro clube brasileiro. Até para eu não atrapalhar aqui. Eu tive várias conversas com o presidente, Fabinho (Soldado). Quando falamos de extensão de contrato, sempre falamos até dezembro e depois veríamos se fica ou não-, falou.

Sobre a saída, o jogador revelou que a decisão foi 100% dele.

-Eu que tomei a decisão. Precisa ter sabedoria, vi dessa forma. Falamos muita vezes. Conversei com o mister também. Pensei que foi isso, não tinha outra decisão a ser tomada. Foi que achei que meu ciclo estava no fim. Fiz tudo o que poderia fazer, principalmente dentro de campo e nesses cinco meses, ajudando garotada e comissão técnica que chega. Foi algo natural-, afirmou.

Para Paulinho, o Corinthians representa tudo na vida.

- Ser Corinthians é entender a pessoa que arruma tua cama, a pessoa que cozinha para você, quem prepara tudo para você ir lá e jogar. Em uma das partidas, falei no vestiário: Corinthians nunca vi exigirem craques, exigem vontade, garra e ter amor pelo clube. Isso só existe aqui, já passei em outros lugares, outros clube, Seleção, esse clube me deu a chance de jogar na Europa. Nunca vi nada igual-, disse.

*em atualização

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.