Para ser apoio a Luxa, sub-20 do Palmeiras retoma treinos em agosto

Garotos serão opção em maratona de jogos e, por isso, coordenador da base programa volta da equipe sub-20 de 30 a 45 dias depois do retorno do elenco principal, no dia 1

Lance

Lance

Lance

Quando o Campeonato Paulista e a Libertadores voltarem, além do início do Brasileiro, o Palmeiras utilizará mais as categorias de base. O técnico Vanderlei Luxemburgo tem procurado saber dos treinamentos à distância do time sub-20, já que pretende usar os garotos em meio à maratona de jogos. Por isso,está definido que, se o elenco principal retomará trabalhos presenciais em 1 de julho, os jovens farão o mesmo em agosto, de 30 a 45 dias depois.

- O time sub-20 voltará, primeiro, para ser apoio ao profissional, em treinos e jogos. Imagina em setembro, com o Palmeiras jogando Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores... O Vanderlei e o Maurício Copertino (auxiliar) me ligam direto, perguntando a nossa programação. Respondo: 'Dependo de vocês' (risos). Quando o profissional voltar, o sub-20 voltará de 30 a 45 dias depois, como fará a maioria das equipes que disputam as Séries A e B do Brasileiro - contou João Paulo Sampaio, coordenador da base do Verdão, ao LANCE!

- Em São Paulo, os treinamentos só estão liberados a partir de 1 de julho, então devemos voltar com o time sub-20 em meados de agosto, do dia 10 em diante. Mas pode ser que as aulas tenham voltado, aí podemos até antecipar - complementou o coordenador, lembrando que a retomada da rotina dos jogadores tem a ver também com as decisões sobre aulas presenciais.

Em campo, com intervalo curto entre as partidas e a possibilidade de fazer cinco substituições, as chances para jovens aumentarão, como a preocupação de Luxemburgo com a rotina dos garotos mostra. A expectativa é, inclusive, de que o sub-20 treine na Academia de Futebol, não no centro de treinamento da base em Guarulhos. E fica a espera por um calendário de jogos nas categorias.

- A logística de onde serão os nossos treinos será definida de acordo com o cenário da pandemia. Mas a previsão é de que os treinos ocorram na Academia de Futebol. Daí em diante, é torcer e falar com as federações para a base ter calendário - explicou João Paulo Sampaio, apontando que, dos times sub-17 ao sub-20, a rotina de trabalhos físicos à distância é igual à do profissional.

- Os treinos têm ocorrido na mesma plataforma do profissional e com tudo igual: presencial e obrigatório dos times sub-17 ao sub-20. Se falta, é multa, tem dia cortado. Nas outras idades, nos encontramos muito nas plataformas, e treinando até pela ansiedade que eles têm de se ocuparem. Não só na parte física, mas social, com equipe de pedagogos, nutricionistas, etc. Sempre em comunicação com eles e com as famílias, para saber como estão - contou.

O Palmeiras teve dois casos de atletas com coronavírus nas categorias de base, mas nenhum precisou ser internado e ambos já estão recuperados. Segundo João Paulo Sampaio, nenhum outro atleta apresentou a doença, mas ocorreram mortes de familiares que tiveram a COVID-19 confirmada. O coordenador informa que todos receberam amparo do clube nessas situações.