Lance Para Facincani, Flamengo pode perder Diego Alves por 'negociação desesperada' com goleiro

Para Facincani, Flamengo pode perder Diego Alves por 'negociação desesperada' com goleiro

Comentarista do grupo Disney avaliou que goleiro do Flamengo renovou seu contrato quando estava em má fase, o que pode influenciar na sua saída

Lance
Lance

Lance

Lance

Depois da notícia que o goleiro Diego Alves estaria sendo especulado pela Juventus (ITA), o comentarista Felippe Facincani falou sobre a possibilidade de saída do arqueiro do Flamengo. Durante o "BB Debate" desta quarta-feira, o jornalista avaliou que a falta de uma multa rescisória no contrato do atleta pode ser o facilitador para que Diego Alvez deixe o Rubro-negro, mas lembrou de Renato Gaúcho como um caso de permanência no time mesmo que sem multa.

> Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2021 e simule as rodadas!

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

- Acho que um jogador desse porte não pode ser liberado a qualquer moeda, vamos colocar assim, né. Tem um peso no clube nesse momento, tem que também ver a contra-partida, se o Flamengo assinou um contrato sem multa com o Diego, pra mim errou. Negociação que foi desesperada naquele momento e que gera agora essa interrogação. Porque quando aquele contrato foi feito, lembrem-se, o Diego estava no momento de instabilidade, não era unanimidade no Flamengo - analisou o comentarista.

- Agora ele volta a ter uma grande fase e chama atenção. Evidentemente, essa cláusula de liberação e de um mercado que pode oferecer uma proposta mais pomposa, financeira falando, não digo nem tecnicamente, mas é a única coisa que poderia tirá-lo hoje do Flamengo, e acabar perdendo o goleiro - acrescentou o jornalista.

- . Então vale tentar essa reflexão, conversar se o cara estiver disposto. Mas o importante nessa história toda é que, muitas vezes no futebol, o olho no olho e o interesse do cara, a credibilidade que um cara tem de estar em algum lugar e como é tratado, isso também tem peso. Como foi, por exemplo, o Renato Gaúcho com o Grêmio - continuou o comentarista.

- Por mais idolatria que ele tivesse, por mais que fosse a casa dele, o Renato nunca teve multa no contrato com o Grêmio, até onde eu sei, e olha que ele foi seduzido muitas vezes a deixar o Grêmio e nunca quis deixar o Grêmio - concluiu Felippe Facincani.

O Flamengo volta a entrar em campo nesta quarta-feira para enfrentar o Coritiba pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Os cariocas tem a vantagem do empate após vencer a partida de ida por 1 a 0.

Últimas