Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Papai noel, namorado e Instagram: gremista conta curiosidades na Arena e 'despedida' em jogo do Brasil

Estudante de 21 anos, Evelyn Haag, que irá à casa do Grêmio nesta quinta para assistir à partida decisiva pela Copa América, também falou das expectativas de ver Arthur e Everton

Lance

Lance|Do R7


Lance
Lance

Após uma expectativa de seis anos desde o início do projeto, a Arena do Grêmio foi inaugurada na noite do dia 8 de dezembro de 2012. E, a nível de competição de seleções, recebe nesta quinta-feira a sua "magnum opus": o confronto entre Brasil e Paraguai, às 21h30 (de Brasília), pelas quartas de final da Copa América.

Em Porto Alegre, o LANCE! encontrou uma torcedora que, além de ser uma dentre milhares gremistas a ter adquirido entrada para ver Everton e Arthur de perto, acumula curiosidades junto ao fanatismo no seu histórico na Arena. A guria atende por Evelyn Haag e, evidentemente, não escanteia o Olímpico.

- A minha paixão por futebol e a vivência nos estádios começou muito antes da Arena existir, na época do Olímpico ainda, onde ia nos jogos desde a infância. Ter uma família que sempre frequentou estádios de futebol me influenciou muito. O sentimento era tão intenso que o único lugar que achei digno para o meu book de 15 anos foi o velho casarão da Azenha (Olímpico).

Evelyn
Evelyn

Uma das imagens do book de 15 anos de Evelyn (Foto: Arquivo pessoal)

Publicidade

- O carinho pela nova casa começou cedo, acompanhei de perto ela sendo construída e, claro, não poderia perder a inauguração. Lembro como se fosse ontem da primeira visão que tive do estádio por dentro. Desde então, foram mais de 120 partidas que acompanhei de perto no Humaitá, tendo que conciliar faltas da faculdade e demandas no trabalho pela maior parte desses primeiros anos na Arena, mas sempre fiz de tudo para estar presente.

Neste ano, Evelyn, que está com 21 anos e é estudante de Relações Públicas, só deixou de ir a dois jogos no estádio. Mas o sentimento de "casa" surgiu com o título da Copa do Brasil de 2016 - conquistado em cima do Atlético-MG.

Publicidade

- O sentimento de estar em casa mesmo, pelo menos para mim, surgiu na final da Copa do Brasil de 2016. A Arena estava fervorosa naquele dia. Cheguei no estádio por volta das 17h, o jogo era às 21h45, minha família e amigos já estavam lá desde o início da tarde. Quando os encontrei, estavam com a kombi estacionada na calçada, com os 30 litros de chopp já terminados e a festa estava feita antes mesmo do jogo. Nem o Papai Noel encontrado pelo caminho escapou da comemoração (risos),

Evelyn
Evelyn

Papai Noel pé-quente no título tricolor (Foto: Arquivo pessoal)

Evelyn também afirmou que conheceu o seu namorado, Ben-Hur Meurer, no palco de Brasil x Paraguai. Inspirada, decidiu explorar o seu talento para fotografias e criou um perfil no Instagram para postar imagens da Arena, localizada no bairro de Humaitá.

Evelyn
Evelyn

Evelyn conheceu o namorado na Arena (Foto: Arquivo pessoal)

- Em 2018, conheci meu namorado na Arena. Já nos conhecíamos de vista, mas nunca tínhamos conversado somente os dois. Foi antes do 5x0 no Cerro Porteño, pela Libertadores, que ele me viu na esplanada. O amor pelo Grêmio me trouxe um amor maior ainda.

- Em 2019, decidi expor uma paixão que vinha desde o Olímpico: fotografar a torcida e o estádio. Foi aí que surgiu o @pelas3cores (perfil do Instagram), um trabalho totalmente autoral de fotos na Arena, para poder aproximar a Arena das pessoas que não têm a oportunidade de estar em todos os jogos. É tudo bem orgânico. As fotos são tiradas e tratadas pelo celular, mas é tudo feito com carinho. É um trabalho feito por uma torcedora apaixonada para torcedores apaixonados - emendou.

Instagram - Evelyn
Instagram - Evelyn

Fotos do perfil para fotos da Arena (Foto: Reprodução / Instagram)

DESPEDIDA PREVISTA?

Com muitos gremistas apaixonados, a Arena do Grêmio contará com os já citados Arthur e Everton como as principais atrações da noite. Ciente da grande possibilidade de Cebolinha deixar o Tricolor nos próximos dias, Evelyn não escondeu que estará com o "coração apertado" ao longo dos 90 minutos, que valem uma vaga para as semifinais da Copa América - o adversário saíra do duelo entre Venezuela e Argentina.

- Na quinta vamos matar a saudade de ver o Arthur no gramado da Arena e possivelmente nos despedir do Everton. O coração fica apertado na hora de se despedir dos craques, mas o Grêmio sempre é um ótimo formador de jogadores, então faz parte do processo. Ver eles voando mundo afora dá muito orgulho, e ficamos na torcida para a volta deles um dia - finalizou a fanática.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.