Palmeiras tira Ramires do campo e quer usar 2019 para deixá-lo 100%

Meia sente efeitos de lesão no músculo adutor da coxa tratada de forma diferente a dos métodos do Verdão. Ele pode não jogar mais nesta temporada

Ramires assinou por quatro temporadas com o Palmeiras

Ramires assinou por quatro temporadas com o Palmeiras

Lance

Após uma avaliação entre comissão técnica e o Núcleo de Saúde e Performance do Palmeiras, Ramires terá trabalhos focados em sua recuperação e participará menos das atividades de campo. O meio-campista ainda sente efeitos de uma lesão muscular sofrida quando atuava no Jiangsu Suning, da China, e pode ficar fora no restante da temporada para atingir 100%.

Leia mais: Cristiano Ronaldo escolhe gol mais bonito da vida: 'Melhor que sexo'

O camisa 18 machucou o músculo adutor da coxa direita, um problema simples, e o clube chinês na época optou pelo tratamento com PRP (plasma rico em plaquetas). A escolha não é a mais comum no Brasil, e gerou uma fibrose no tendão do adutor. O caso não é crônico, nem atrapalhará o restante de sua carreira, mas tem o atrapalho neste começo no Verdão.

Em sua estreia, no Ceará, a aderência criada no local da lesão se desfez, algo esperado. Desde então, ele tem revezado entre atividades no gramado e na parte interna para recuperar o seu ideal. Por ainda estar neste período de readaptação, o volante sente incômodos em alguns movimentos.

Ramires não está lesionado, e poderia jogar apesar de algumas limitações, mas a comissão técnica preferiu deixá-lo sob o cuidado do departamento médico e preparação física para tê-lo em 100%. O clube não define um prazo, mas para conseguir isso precisaria de um período entre oito e 12 semanas.

Ainda que este cronograma coloque em risco sua participação no restante do ano, não é totalmente descartado que o camisa 18 jogue na reta final deste Campeonato Brasileiro.

Quando decidiu contratar Ramires, em junho, o Palmeiras fez todos os testes que mostraram não existir qualquer lesão crônica no jogador de 32 anos de idade. O problema é a repercussão do tratamento feito na China.

Além de Ramires, que não está machucado, mas trabalha com o departamento médico, Mayke é o outro sob cuidados no NSP. Ele passou por uma cirurgia para amenizar as dores que vinha sentido por conta de uma pubalgia e evolui bem, de acordo com avaliação do clube.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook. 

Quais os clubes mais populares do Brasil nas redes sociais? Descubra!