Lance Palmeiras tenta consolidar projeto do futebol feminino com título inédito da Libertadores

Palmeiras tenta consolidar projeto do futebol feminino com título inédito da Libertadores

Em participação inédita no torneio, grupo de atletas alcançou a vaga na final do torneio e podem carimbar ótima campanha com a conquista

Lance
Lance

Lance

Lance

Em sua primeira participação na Libertadores Feminina, o Palmeiras conseguiu chegar à final do torneio e agora briga pelo título. Reativado em 2019, o projeto da modalidade pode ser consolidado de fato com a conquista tão sonhada pelo clube.

> Final Palmeiras x Boca nesta sexta-feira! Relembre os times já campeões da Libertadores Feminina

Apesar de ter sido um dos primeiros clubes do país a investir na modalidade, o Verdão enfrentou diversos problemas para manter o projeto ativo, como por exemplo a falta de patrocínios na época. Após sete anos de inatividade, as Palestrinas retornaram em 2019 com bastante potencial, conquistando duas Copas Paulistas, no ano da volta e em 2021.

O problema é que o grupo do Palmeiras ainda não conquistou nenhum título de expressão, e a forma como as eliminações aconteceram escancararam problemas estruturais do futebol feminino dentro do clube. A maior das questões aconteceu no último ano, quando as Palestrinas bateram na trave no Brasileirão, ficando com o vice-campeonato diante do rival Corinthians.

> Confira a tabela completa e simulador da Libertadores Feminina!

Já neste ano, mais uma derrota para as “Brabas” no torneio nacional, dessa vez com polêmicas nos bastidores e goleada em pleno Allianz Parque. O fato é que nada disso parece ter sido o suficiente para tirar o Verdão do páreo do topo da história do futebol feminino no país.

Nesta edição da Libertadores, competição inédita para o Palmeiras, o time de Ricardo Belli chega invicto para a decisão contra o Boca nesta sexta-feira, às 19h, em Quito, no Equador. As Palestrinas venceram todos os jogos até aqui, possuindo um dos melhores ataques do torneio, com 15 gols marcados, e uma das melhores defesas, com apenas dois sofridos.

As 20 atletas do Palmeiras que estão no Equador sabem o tamanho da importância da conquista desse título para o clube, para as próprias carreiras e para a história do país na modalidade, já que os outros brasileiros na competição caíram nas quartas. A boa campanha aumenta a esperança do elenco e faz com que o topo do futebol feminino esteja cada vez mais próximo.

Últimas