Palmeiras tem dois casos de atletas com COVID-19 nas categorias de base

Jogadores já foram testados e se recuperaram sem a necessidade de serem internados, de acordo com coordenador do departamento; os treinamentos continuam à distância

Lance

Lance

Lance

O Palmeiras teve dois jogadores de suas categorias de base contaminados pelo coronavírus. A informação foi dada por João Paulo Sampaio, coordenador geral do Centro de Formação de Atletas do clube, à Gazeta Esportiva, declarando que ambos já fizeram novos testes, comprovando recuperação, e completando que nenhum deles precisou ser hospitalizado.

- Dois atletas da base pegaram, mas já estão recuperados. Inclusive, fizeram novos exames e comprovaram a cura. Eles tiveram perda de olfato, nada além disso. Não precisaram ser internados - disse o coordenador ao veículo, mantendo o nome dos garotos em sigilo.

O departamento médico do Palmeiras fez um monitoramento e orientações para os familiares dos atletas contaminados. A avó de um dos jogadores que contraíram a COVID-19 faleceu e o sepultamento teve ajuda financeira do clube, que também enviou coroa de flores.

O Verdão oferece plano de saúde para todos os atletas a partir do time sub-14. Em meio à pandemia e à crise econômica gerada pelo coronavírus, o clube não fez qualquer alteração nos pagamentos para os jogadores que não são profissionais e continua enviando, também, cestas básicas.

Os treinamentos na Academia de Futebol 2, em Guarulhos, onde trabalham as categorias de base, estão suspensos desde 13 de março. Não há previsão de retorno das competições e, por enquanto, os atletas fazem atividades físicas orientadas à distância, além de trabalho com outros membros da comissão técnica, como psicólogo, nutricionista e assistente social.