Palmeiras segue queda livre e fim de Brasileiro apático preocupa bastante

Com equipe modificada, Verdão teve uma de suas piores atuações no ano, que não salvou nem com a entrada de Dudu e a estreia da aposta Veron. E domingo tem o Flamengo...

Lance

Lance

Lance

O fim matemático das chances já remotas de título brasileiro parece ter tirado qualquer foco do Palmeiras nestas rodadas finais. Em queda livre de desempenho, o time fez nesta quinta-feira uma de suas piores partidas de 2019, ao perder por 1 a 0 para o Fluminense, no Maracanã.

-> Veja a classificação do Brasileiro e use o simulador!

Mano Menezes decidiu modificar a escalação, pensando no encontro com o Flamengo, domingo, no Allianz Parque. Se o entrosamento é um problema quando se use um time alternativo, o que se esperava era ao menos uma postura melhor daqueles que não têm permanência assegurada para 2020 e precisavam de boa apresentação.

Não foi o que aconteceu. Disperso, lento, o Palmeiras criou a melhor chance no primeiro tempo graças a um erro de saída de bola do Fluminense, em um chute de longe de Raphael Veiga. Jogadores como Thiago Santos, Matheus Fernandes, Hyoran e o próprio meia citado, entre esses que precisam provar a Mano que merecem mais chances, foram mal.

Após uma marcação um pouco (bem pouco mesmo) mais adiantada nos minutos iniciais, o time paulista passou a ter dificuldades com a movimentação tricolor. Ainda assim, sofreu o gol graças a duas rebatidas ruins, de Thiago Santos e Luan, e a boa conclusão de Marcos Paulo.

Na volta do intervalo, Dudu entrou como esperança de mais uma vez resolver os problemas do Verdão. Não deu resultado. Lucas Lima e o garoto Veron foram as outras trocas, só que o Palmeiras teve só uma oportunidade clara para empatar, em cabeçada de Luiz Adriano, que Digão tirou em cima da linha.

O meia-atacante de 17 anos de idade, uma das principais apostas da base alviverde, teve sua avaliação prejudicada pelo futebol ruim da equipe nesta noite. Ele se movimentou, atuou nos dois lados do campo e até tentou uma finalização, mas sem direção.

O desempenho de Veron nestas rodadas finais deve ser tratado com bastante cuidado, imaginando-se o futuro esperado para ele. Há pouca esperança de uma melhora do time, que a cada jogo parece estar apenas na contagem regressiva para o fim da temporada.

Domingo, haverá encontro com o Flamengo, campeão com uma campanha recorde. Depois, o Palmeiras ainda enfrenta Goiás e Cruzeiro antes de terminar a melancólica temporada de 2019. Do jeito que o time tem piorado, serão mais dez dias de muita preocupação para o palmeirense.