Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Palmeiras aumenta o tom e se manifesta contra entidade que pediu punição a Abel Ferreira

Clube se posicionou em relação ao pedido da Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol) para que o STJD tome...

Lance

Lance|Do R7


Lance
Abel Ferreira foi alvo da Fenapaf, que pediu ao STJD uma punição ao técnico (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Os assuntos relacionados aos acontecimentos da vitória do Palmeiras sobre o Flamengo na Supercopa do Brasil seguem tomando conta do noticiário, principalmente no que diz respeito ao comportamento de Abel Ferreira. Dessa vez, a Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol) solicitou ao STJD uma punição ao treinador pelas atitudes durante a decisão do último sábado, o que fez o Verdão aumentar o tom e sair em defesa do português.

> Veja classificação e simulador do Paulistão-2023 clicando aqui

Na última segunda-feira, a entidade organizada para defender os interesses dos jogadores profissionais, emitiu uma nota endereçada ao Supremo Tribunal de Justiça Desportiva pedindo as devidas punições ao técnico palmeirense, uma vez que Abel "parece não entender sua função de líder e se permite proporcionar cenas lamentáveis, abusivas, agressivas e desrespeitosas como as que vimos ontem (sábado), apesar das punições esportivas reiteradamente aplicadas".

Já nesta quarta-feira, o Palmeiras reagiu ao comunicado da entidade de classe e subiu o tom para defender Abel Ferreira. A nota oficial do clube é assinada também pelos jogadores que, segundo o texto, nem sequer foram consultados sobre o pedido de punição ao comandante. O pedido do Alviverde é que a Fenapaf se preocupe com as mazelas que o profissional do futebol enfrenta.

Publicidade

Confira a nota oficial do Palmeiras na íntegra:

"A Sociedade Esportiva Palmeiras e os atletas profissionais do clube vêm a público repudiar a oportunista manifestação da Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol) contra o treinador Abel Ferreira.

Publicidade

A entidade não tem autoridade, tampouco representatividade, para cobrar punições por atos ocorridos no campo de jogo e, portanto, passíveis de avaliação por parte da arbitragem. Cabe ressaltar que a Fenapaf nem sequer consultou os atletas do Palmeiras sobre esta iniciativa.

Apoiamos o nosso técnico, que tanto vem contribuindo com o desenvolvimento do futebol brasileiro, e não aceitaremos qualquer tentativa de diminuí-lo, quanto mais de macular as nossas conquistas alcançadas com dedicação e suor.

Pedimos que a Fenapaf, em vez de se preocupar com o comportamento de um profissional íntegro, dedique-se a melhorar a situação dos milhares de atletas de futebol espalhados pelo país que, lamentavelmente, não encontram condições ideais para trabalhar".

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.