Lance Osaka estreia com vitória dura em Roland Garros. Kerber fora

Osaka estreia com vitória dura em Roland Garros. Kerber fora

Algoz de Kerber vence 14ª seguida e encara Collins, que há 4 semanas operava uma endometriose

Lance
Lance

Lance

Lance

Em meio ao rebuliço causado pela decisão de não falar com a imprensa durante Roland Garros, a japonesa Naomi Osaka, vice-líder da WTA, estreou com vitória dura diante da romena Patricia Maria Tig, 63ª. Angelique Kerber foi surpreendida.

Osaka precisou brigar muito e após 1h47 de partida superou a especialista no saibro Patricia Maria Tig com placar de 6/4 7/6 (4) tendo convertido um ace contra quatro da romena, que cometeu cinco duplas-faltas contra quatro da japonesa, que disparou 39 bolas vencedoras contra 19 de Tig, que cometeu 23 erros nçao-forçados contra 35 de Osaka.

Na segunda rodada do torneio, Osaka encara outra romena especializada no saibro, Ana Bogdan, 102ª, que foi a primeira vencedora desta edição de Roland Garros ao bater a lucky-loser italiana Elisabetta Cocciaretto, 113ª, em 6/1 6/3.
Osaka e Bogdan nunca se enfrentaram no circuito profissional.

Entrevista em quadra

Apesar de não conversar com a imprensa, Osaka concedeu uma entrevista em quadra após a partida para o ex-top 10 Fabrice Santoro. A tenista disse que gostaria de falar pouco, mas mostrou-se feliz com a vitória.

A análise da vitória por parte da japonesa ficou comprometida pelo sistema de som da quadra Philippe Chatrier, mas foi possível ouvir a tenista analisar a quadra: "A quadra está boa. Esta é a minha segunda vez jogando aqui e eu me senti bem, a quadra é ótima. Da outra vez que joguei (2019) ainda não tinha aquele parte (teto retrátil)", elogiou.
Sobre seu jogo no saibro, Naomi Osaka definiu: "Sou um trabalho em evolução. Eu tenho trabalhado para evoluir meu jogo, quanto mais eu treinar, melhor ficarei, mas estou trabalhando para evoluir", resumiu.

Kerber surpreendida por qualifier

Já na quadra 14, a alemã Angelique Kerber, ex-número 1 do mundo e atual 27ª, foi surpreendida pela ucraniana Anhelina Kalinina (foto), 139ª, após 1h26 com placar de 6/2 6/4. Embalada no saibro, Kalinina chegou a sua 14ª vitória consecutiva. A ucraniana chegou em Paris vindo dos títulos no ITF 60 de Zagreb, na Croácia, e o ITF 25 de Oeiras, em Portugal.

Esta será sua primeira vez na segunda rodada em Paris, e encara a a norte-americana Danielle Collins, 50ª, que venceu a qualifier chinesa Xiyu Wang, 145ª, em 6/2 4/6 6/4, três semanas após ser submetida a uma cirurgia para retirada de um cisto no ovário causado por seu quadro de endometriose.

Últimas